NÃO SOFRA TENTANDO EXPLICAR

quarta-feira, dezembro 30, 2015


Não adianta o gasto da saliva discutindo seus valores com quem não os têm. O ogro vai falsear discernimento, agregar conteúdos sobre o tema no debate ou até dizer que discorda, mas o fato é que ele sequer entenderá. Não se martirize tentando deslindar o porquê o erro daquela pessoa foi grave se ela não tem critérios para entender o que é correto nos princípios que você emana. Não. Não tente explicar mais de uma vez o que é caráter para um mau-caráter ou o que é fidelidade para um traidor. Não permita chegar em sua asma tentando decifrar a importância daquele ato para quem não o capta como fundamental. Não tente fazer uma tartaruga inferir a relevância de ir mais rápido. Não sofra pelo não entendimento de quem não evolui a capacidade de aprender, sobre aquilo, além.

Existem tópicos que derivam da essência de cada um, fatores que só a índole comanda e que não há como tentar reformular sem ser o próprio dirigente dos traços. Você vai passar a vida inteira tentando ensinar para o enganador o valor e o poder da franqueza, e não obterá êxito, ainda que creia no arrependimento do inquilino. Não adianta discursar, exemplificar ou expor. Somente o próprio ser com as suas vivências e reanálises é que pode ser apto a cometer uma comuta.

Você pode deixar claro quais os seus pontos de vista, quais as suas prioridades e o que é digno no seu universo. Pode. Contanto que ainda esteja com os pulmões funcionando sem fadiga. Depois deste limite, chega. Deixe que a caminhada ensine ao malandro qual a moral da história. Deixe que as fianças sejam cobradas pelo que o futuro reserva. Não chore abraçando o tormento do anseio de que aquele sujeito compreenda os motivos de ter causado tamanha decepção. O que vale esse desespero é somente se a quebra dos seus conceitos for feita por si, não por segundos e/ou terceiros.

Esteja imperturbado se sabe que seguiu o que gostaria que seguissem por você. Isto basta. Não fique pensando se a consciência alheia está pesando pelo que deveria. Caso estejam com o travesseiro leve enquanto o justo seria recostarem em pedras, apenas aceite que tem gente de feitio confuso ou obscuro, que não vale a instrução. Gente que só aprenderá quando for a vítima e não o estuprador, ou talvez nem mesmo assim. No fim, somos apenas nós, a nossa mente e as nossas valências. Quem carrega os pedregulhos dos outros, querendo transformá-los em diamantes, só duplica as próprias feridas desnecessariamente e atrapalha o tempo de dissipar do centro dos objetivos aquilo que não deveria ser pesar, por não depender da sua aula e sim do aluno estudando só.

Desabite o que não faz por onde, o que não segue o que é vital na sua lista prioritária e só explique com euforia o que é amor ao respeitoso, o que é bondade ao generoso e o que é amizade ao não traiçoeiro. Troque ideias com quem compartilha das suas teses, acresça com quem você pode também ajudar a desenvolver, não com quem não alcança seus olhares. De resto, até ouça, afinal, nada é tão vazio a ponto de não merecer a nossa escuta para certas abstrações. Contudo, não esqueça: não adianta um peixe tentar nadar por muito tempo em água secante, tampouco funcionaria por horas respirar em terra. Não há tubarão que converse com leões. Não há como explicar a um cão o que é lealdade: ou ele, por instinto, será devoto a você, ou poderá morder sua perna e não existirá fala que seja suficiente para definir ao animal o quão absurdo isso foi.

LEIA TAMBÉM:

10 COMENTÁRIOS

  1. UOOOOOOOUUUUU! Tudo o que eu precisava ler! Tudo o que todo mundo precisa. Amo seus textos e poemas, amo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria por saber que acompanha assim os meus sentimentos escritos, Maria. E fico ainda mais feliz por saber que a crônica pôde ajudá-la de alguma maneira. Espero que tenha servido para dar suporte à clarificações, reflexões ou, ao menos, para que tenha fortalecido identificações e valores. É por conta dessa troca, dessas mesclagens do meu coração com o de vocês, que compartilho minhas verdades, emoções e indagações. Obrigada por alegrar o meu dia com as suas palavras. Espero ver mais opiniões suas por aqui! Um super beijo!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Apenas obrigada por encher os meus dias de alegria com palavras assim! Escrevo para ler melhor a mim, ao mundo, aos acontecimentos internos que ganham exteriores ou que ficam borbulhando à flor das veias, mas compartilho por e para vocês, compartilho para que possamos lembrar que estamos sozinhos para estarmos juntos, para que possamos evoluir com essas trocas. E a minha alegria é ver isso tendo sentido quando vocês ajudam a expelir esses impactos.

      Excluir
  3. Que palavras maravilhosaas, Vanessa <3 :D

    www.luizlacks.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiz! Que alegria imensa por saber que gostou desse meu desabafo. Espero que possa continuar acompanhando e emitindo mais opiniões por aqui! Um super beijo!

      Excluir
  4. Adoro esses seus tapas nas nossas caras!! Kkkkkk estou aguardando o proximo livro e as proximas postagens de filmes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico tão feliz por saber que aprecia assim os meus sentimentos escritos, Paulo! O próximo livro está cada vez mais perto de ser lançado, vou avisar mais detalhes aqui e nas outras redes para vocês, e teremos em breve novas postagens sobre filmes sim! É uma imensa alegria saber que está nesses aguardos, já que verdades, emoções e indagações/reflexões minhas são cabíveis em ambos! Obrigada por alegrar o meu dia com seu comentário! Espero ver mais das suas opiniões por aqui. Um super beijo!

      Excluir
  5. Amei sua escrita!
    Um verdadeiro Sem Quases mesmo.. rsrs
    Bjs

    www.isadoradias.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que alegria por ler esse seu comentário, Isa! Fico tão feliz por saber que mesclou um pouco da sua mente e coração com pedaços dos meus singelos sentimentos escritos. Espero que possa continuar acompanhando e emitindo muitas das suas opiniões, viu? Um super beijo!

      Excluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.