A TENTATIVA NÃO É TENTAR

quarta-feira, maio 25, 2016


Quem está tentando não diz que está tentando. Tentar não é tentar, por isto quem tenta de verdade, não acha, sequer, que está tentando, acha que está fazendo. Sabe que está fazendo. Está. Fazendo. É o começo de algo, mesmo que seja de um fim; é um passo certeiro para algum lugar, mesmo que seja para a observação de estar estagnado ao seguir por aquela viela. Algo ficará marcado, constatado, aglomerado. Quem tenta mesmo pensa, principalmente, no legado do futuro, no detalhe que pode virar explosão, no que já está para ser. Não se apega ao amanhã durante e em relação ao propósito, porém ao agora, porque faz já. Não fala da ação para o 'logo', mas para o 'há pouco'. Contudo, a desempenha, na sua mudez, pensando fielmente em consequências.

Quem está tentando pouco fala sobre o esforço que fará, sobre a espera que está contida em relação a feitos que não dependem de si para o encaminhamento do seu e-feito, sobre o erro alheio que agora o impede de reformular. Quem está tentando não culpa constantemente o destino, o outro, a falta do que não está disponível. Quem está disposto, quem afirma que vai, não afirma que 'vai tentar', afirma após já começar a prática, afirma já começando. Quem está tentando não está tentando, não está esperando por nada, não está buscando brechas para diminuir as próprias culpas jogando-as para os lados.

Quem está tentando, está usando as próprias mãos e, no máximo, relendo os próprios erros para ratificar a não repetição. Quem está tentando está sozinho. E sabe que só assim é a maneira de realmente tentar. Quem está tentando não espera a pergunta alheia para responder, não espera. Quem tenta é cirurgião de trauma. É sangue nas mãos em ato de segundos decisivos. Usa o que tem, do jeito que tem e não faz propaganda massiva do que foi feito ou fará. Quem está tentando, faz publicidade com o que já está causando. Quem está tentando não tenta, porque quem tenta promete muito e quem promete muito está andando devagar. Quem tenta de fato é ambulância, maca e esterilização com água de mar.

Quem tenta não precisa de maturidade, conselhos ou mãos. Quem tenta é desesperado. O desesperado sabe exatamente o que fazer. Ele pode e sabe que deve ouvir, reformular e dar espaços durante os feitos, mas não demora para provar a tentativa e o constante prolongamento da realização de comprovações. Porque, oras, ele não está tentando. Ele está revelando.

Tentativa que é só tentar é o mesmo que se desculpar com antecedência. Quem efetua não faz um pouquinho para usar como justificativa quando desfizer um poucão. Poucão pode ser só um ato de tentativa falha. Quem tenta pode errar, cair de cara e lascar o próprio couro cabeludo, no entanto, ele não estava tentando, então assume o desequilíbrio como um desacerto, assume e continua a pedalar sem precisar aguardar algum perdão para prosseguir fazendo o certo logo após. Quem tenta piamente é honesto com quem está caminhando junto e consigo. Porque ele não está tentando. Ele está limpando o caminho. Porque sinceridade não é tentativa, é questão de extremos, de ser ou não existir. Quem está iniciando não precisa da caneta de quem também está escrevendo o livro em conjunto. Quem está escrevendo cria linhas e entrelinhas que comprovam as linhas, escreve com o pé, começa.

Quem tenta não dá fundamentos para arrependimentos reprisados, porque isso é ganhar tempo para continuar do mesmo jeito. Quem tenta, de fato, dá exibição, amostras, foto e não letra. Pode até voltar ao passado, mas somente para citar o que entendeu dele e não para clarificar algo do presente. Quem tenta, assim, mais do que tentando, concretiza pedaços dos esboços e não ganha tempo para nada além de para fazer e demonstrar. Quem tenta, não tenta! Quem tenta executando – que é a única maneira de (não) tentar – não reúne juras e 'alguns' bons atos no mesmo pacote. Reúne apenas feitos, nítidos e confessados. Não sobra tempo para predizer, porque está sempre ocupado achando formas de fazer mais certo, de evidenciar melhor, de não precisar dizer nada ou ter que dizer pouco.

Quem tenta não aguarda o caminho abrir, o sol nascer, o engarrafamento parar. Quem tenta vai pelo caminho que der, vai com o que tiver, vai indo e não tentando. Porque quem tenta aceita a porta pequena para abrir a gigante, só não aceita é porta nenhuma, só não aceita é não ter como tentar. Arromba portões por outras chances e luta por elas já implementando o que juraria ao consegui-las. Porque quem está tentando veridicamente não está dando goles ou pretendendo. Está dando o exemplo consecutivo, principalmente para si. Está virando o pote do remédio em gute-gute. Está manifestando mesmo que a oportunidade não tenha iniciado. Está sempre em novo teste, mesmo quando ninguém está olhando.

Quem está tentando de forma real, sem apenas tentar, não executa nada que pode levar o seu enfoque a um enfraquecimento ou encerramento, porque remastiga o quanto uma prioridade requer abjurações. Portanto, só aceita o que pode ser paralelo se não ferir a meta. Antes de realmente poder começar, já está começando. Não tarda por um sinal de "aceito", "vamos" ou "ok". Quem está tentando francamente, que é mais do que tentar, dá demonstrações antes de serem solicitadas, dá o teste respondido antes que lembrem da necessidade do comprovante. E sem que haja um total desfecho, daqueles que empurram com plenitude para outra busca, não há nenhum, sequer, indício de traição. A brecha pode ser trancada, o acesso freado, a fechadura modificada, mas as promessas e renúncias prosseguem desempenhadas até que elas virem a promessa, dita em alto tom, de não mais cumprir os votos por aquele objetivo.

Quem tenta por não estar tentando não usa aspas, não usa o provisório como válvula de escape. Usa o provisório como meio de formar o fixo. Quem tenta por não estar tentando não usa falhas como comparação e não aceita que a esperança não seja alimentada com espelho a cada dia. Ainda que quebre, que tenha que começar tudo de novo, contanto que não seja por erros passados em equivalência. Quem tenta por fazer não para de construir provas válidas, não espera nada, não aguarda o aval do outro só porque acha que pôs tudo a perder de alguma maneira, não acumula tempo parado ou recriando absurdos só porque terá que tentar mais do que imaginava.

Quem está tentando não olha para trás e nem muito para frente, apesar de fazer, principalmente, pelo que virá. Quem está tentando pode até parar a tentativa caso algo do presente destrua a porcentagem necessária para a esperança requerida, só que até que esse ponto chegue: Quem tenta, continua. Não comete o mesmo deslize por ficar irritado ou perder um pedaço do que reconquistou. Quem está tentando, está sempre prosseguindo, catando evolução no que jurou tentar, porque não jura, não tenta. Apenas conduz, faz e monta uma clipagem para o orgulho final ou para os recomeços. Porque o que não pode ser exercido, o que não pode ser iniciado, o que é duvidado até por si, não deve ser expelido, citado ou incitado até algum pedaço da possibilidade ser transformada em ato que terá andamento. E só 'não pode' o que não está dentro da força de vontade e/ou do caráter. Divulgar a tentativa considerando quebras para ela e não a tendo encetado em algum ciclo, é tentar. E, por isso, tentar mesmo, é não tentar. O tentar somente tentado acarreta na destruição imensamente provável de grandes feitos já consumados, proporciona a perda da credibilidade de diversos ganhos; deforma o bom do passado, que ganha o corpo do presente negligenciado. Quem tenta de maneira justa não está tentando, mesmo se depois for embora, mesmo se houver chance de escolher outra rua, outro carro, outro adeus. Quem tenta de verdade, está conseguindo.

LEIA TAMBÉM:

50 COMENTÁRIOS

  1. Que texto forte!
    "Quem está tentando pouco fala sobre o esforço que fará, sobre a espera que está contida em relação a feitos que não dependem de si para o encaminhamento do seu e-feito"
    "Tentar é se desculpar com antecedência." essa frase é um tapa na cara heim!!
    Porém, adorei :)

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Va, que delícia é saber que mergulhou em cada minúcia expelida e pôde captar mais das próprias releituras singulares assim. Por mais que considere o escrito como simples/básico, é sempre maravilhoso observar quem navega ainda mais pelas entrelinhas e sente aprofundando os pontos de maior maneira. Obrigada por essa alegria, por alargar os sentidos deste nosso cantinho com a partilha das suas sensações, pontuações, tópicos de maior impacto. Obrigada! Espero ver mais das suas intensidades assinaladas por aqui, viu? Um super beijo!

      Excluir
  2. Brunt, nao consigo falar nada depois que leio seus textos ou suas poesias. Fico sempre com meu pensamento tendo crises, é sério. É incrivel que voce consegue escrever tanto de maneiras mais "simplificadas" como nesse texto, como de maneiras ainda mais poéticas, metaforicas, como em tantos outros. Mas sempre unindo as duas coisas em todos os escritos! Voce é poeta, pensadora, incrivel. E sempre me faz colocar mil frases novas no meio das minhas favoritas.

    "Arromba portões por outras chances e luta por elas já implementando o que juraria ao consegui-las.". "Quem tenta por fazer não para de construir provas válidas, não espera nada, não aguarda o aval do outro só porque acha que pôs tudo a perder de alguma maneira, não acumula tempo parado ou recriando absurdos só porque terá que tentar mais do que imaginava.".

    Essas duas foram algumas das minhas favoritas e me lembrou de uma pessoa que vivia achando que poderia "parar de tentar" só porque nao sabia que eu ainda estaria esperando o suficiente. Ou seja, nunca tentou, nao é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Re, é imensurável a alegria que sinto ao ler cada pedacinho dessas suas palavras! Obrigada por amplificar tamanhamente cada sentido basilar deste nosso cantinho ao mergulhar transbordando em cada entrelinha reflexiva emitida. Obrigada por esse carinho incrível de sentir e retribuir com gosto. Obrigada! É maravilhoso saber que capta maiores releituras internas assim ao permitir a abertura da sua mente e coração em mesclagem para enlaçar com tanto de mim, virando tanto de nós e tanto de você a cada sentimento geral expelido. Foi uma delícia saber alguns dos seus fragmentos favoritos do escrito! São partes que foram, coincidentemente, mais referidas a quesitos de relacionamentos (de amizade, amorosos...) mesmo. É de impacto deleitoso saber que pôde fazer recapitulações em maiores ratificações assim. Obrigada por dar as mãos e espero mais de você englobado em tanto de nós neste nosso cantinho. Um super beijo!

      Excluir
  3. Gente, nunca tinha pensado nisso, mas, de fato, quando eu falo que estou tentando, meu cérebro já está se confortando caso aconteça algum erro... Pq quando eu acho que vai dar certo digo que estou fazendo, não tentando...
    Incrível, Van! Vou ficar pensando nisso hoooras agora! hahahha

    =*
    Mani Piñeiro
    @Blog_ManiPineiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Ma, como é maravilhoso saber que mergulhou assim no pilar principal ratificado! É uma delícia saber que suas releituras internas ficaram ainda mais aguçadas perante os sentimentos expelidos. Essa é a intenção deste nosso cantinho! Darmos as mãos para encontrarmos mais de nós, do nosso interior e dos nossos entornos, sempre englobando mais em âmagos, em reformulações, em certos reajustes, em certas revisões feitas apenas que continuemos ou encontremos ainda mais a nossa essência, transbordando. Espero imensamente que possa ainda navegar em demais das entrelinhas e temáticas diversas abordadas perante o tema de base no escrito. Obrigada por alimentar esses sentidos basilares a cada abraço que dá a cada reflexão! Um super beijo!

      Excluir
  4. Tentar é se culpar com antecedência.

    Que forte! Adorei!
    Bjs

    www.digoporai.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas tentar, no conceito ratificado, é se desculpar com antecedência. Criar desculpas, formulas de escape, de ganho de tempo para enrolações e afins, não é, Flá? É uma delícia saber que mergulhou assim nos detalhes emitidos e espero que possa ter fortificado caminhos de mais bem do que negativos, que possa ter encontrado mais releituras internas, ainda em pontos mais simplificados assim, viu? Um super beijo!

      Excluir
  5. Nossa! É para se pensar né?
    Eu sempre digo isso quando eu acho que não vai dar certo, ai lasca porque eu já começo falando vou tentar, mas não prometo nada.
    Agora quando eu quero mesmo eu vou lá e falo eu tentei e deu certo.. rs
    Beijos!
    Blog Pam Lepletier

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais do que dizer, é o fazer e ir fazendo mais do que falando que conta, não é, Pam? É uma alegria imensa saber que busca caminhos mais firmes, de REAIS tentativas e prosseguimentos assim. É uma alegria saber que mergulhou em cada detalhamento e pôde transbordar mais, fortificando os sentidos de reflexão deste nosso cantinho. Obrigada!

      Excluir
  6. Vanessa do céu, como você escreve bem menina!!! Seus textos são sempre tão fortes e tão marcantes... Adorando cada vez mais. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Mila do céu! Obrigada por esse carinho tão incrível de sentir e retribuir com intensidade. Obrigada por mergulhar em cada linha e entrelinha e alargar os sentidos deste nosso cantinho ao se permitir transbordar em conjunto com cada sentimento aqui expelido e compartilhado. Obrigada! É uma alegria imensurável saber que até nesses escritos dos mais simples e diretos pode sentir impactos e, espero, que releituras internas que clarifiquem caminhos. Obrigada imensamente por essa sensação gigantesca e deleitosa por sentir essas nossas trocas evolutivas. Um super beijo!

      Excluir
  7. Ai Vanessa, fico doida com sua sensibilidade com as palavras. Fiquei tocada com sua mensagem! ver o poder da tentativa por outro ângulo sabe? É impossível eu entrar aqui no Sem Quases e sair sem ficar meditando em alguma coisa depois <333

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lo, como é maravilhoso receber esse seu carinho tão lindo e poder retribuir com gosto! Obrigada por mergulhar em cada linha e entrelinha de cada reflexão emitida neste nosso cantinho. Obrigada por assim alargar os sentidos basilares deste nosso cantinho, feito para que possamos invadir mais de nós e transbordar mais de mãos dadas. Uma sensação incrível é a de saber que mesmo nos escritos mais simples sente intensamente e aprofunda os tópicos mais implícitos e de minúcias. Obrigada por abrir e mente e coração em mesclagem a cada vez que abre esta nossa porta.

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. amei o texto <3
    eu acho que não temos que ter vergonha de tentar.. temos que ter vergonha de NÃO tentar :3
    amei o blog tu escreve maravilhas <3
    esperando ansiosamente sua visita >.<
    bjs u3u
    https://fallingflowersofficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a vergonha maior ainda fica para quem afirma a tentativa e apenas fica no sentido ratificado de 'tentar', abrindo alas para falhas a mais pelas desculpas de 'estar apenas tentando', sem firmar feitos como prioridade, não é? É uma alegria sentir que mergulhou assim em cada linha e entrelinha dessas simplicidades, viu? Obrigada por esse carinho tão lindão de sentir e retribuir! Um super beijo!

      Excluir
  10. Vanessa, que texto forte e totalmente inspirador! Sério, dá para ficar refletindo por horas as suas palavras... Nunca tinha parado para pensar que quando digo que estou ~tentando~ já estou me desculpando e pensando que não vai dar certo! "Tentar é se desculpar com antecedência", totalmente verdade!

    Um beijo! ♥
    www.daniquedisse.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Dani, como é maravilhoso sentir o seu transbordar a cada reflexão expelida e emitida neste nosso cantinho! Obrigada por amplificar os sentidos principais de cada partilha feita ao mergulhar com tudo de si, relendo mais de si e causando essas trocas evolutivas a cada sensação que lança. É uma delícia saber que pôde navegar em reflexões que levam a caminhos mais clarificados, mesmo em um escrito dos mais simples assim. Obrigada imensamente por esse prosseguimento de compartilhamentos que dão força a cada emissão crítica e reflexiva para que possamos prosseguir sentindo e aprofundando de mãos dadas. Um super beijo!

      Excluir
  11. "Quem está tentando está sozinho. E sabe que só assim é a maneira de realmente tentar" e "quem tenta de verdade, está conseguindo", foram as frases desse texto lindo que mais me impactaram e me fizeram parar pra pensar. Acho que tem tudo a ver com a lei da atração né? Não tem dessa de talvez. É e pronto.
    Gostei muito mesmo <3
    Beijos.

    claramenteinsana.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Du, que delícia é saber que ainda nos escritos dos mais simples, mais básicos, menos fervorosos, você transborda de maneira imensa, captando as entrelinhas - que são os traços que mais contam e realmente fazem tudo ser o que é, para além de qualquer simplicidade 'menor' - e as linhas de forma aprofundada. Mais do que quesitos de energia, o fazer, o ato, o prometer cumprindo e não 'para cumprir' é o que faz a diferença em nosso legado, ainda que não alcancemos tudo tão perto da exatidão, não é? É uma delícia saber de alguns dos seus trechos prediletos. Obrigada por alimentar os sentidos deste nosso cantinho. Um super beijo!

      Excluir
  12. Quem está disposto, quem afirma que vai, não afirma que 'vai tentar', afirma após já começar a prática, afirma já começando. VANESSA, simplesmente arrasou <3 Fiquei encantada com essa crônica, ela é sem sombra de dúvidas muito inspiradora! <3
    bjuxxx
    www.taayvargas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Tay, que delícia é saber que mergulhou assim nas linhas e entrelinhas, podendo invadir mais de si, ainda que sendo um escrito dos mais simples. É maravilhoso sentir que pôde navegar. Espero imensamente que possa ter captado mais dos próprios caminhos em clarificações. Em atos de quem faz, de quem merece prosseguir ao lado. Obrigada por alargar os sentidos deste nosso cantinho ao causar mais dessas trocas evolutivas em reflexões próprias, ao emitir esse carinho tão lindo e maravilhoso de receber e retribuir com gosto! Um super beijo!

      Excluir
  13. Brunt, eu choro rios lendo seus escritos sobre amor, mas pouco tinha lido os que sao de outros temas assim, fiquei aqui, como sempre, de coração batendo mais forte. Obrigada por essas reflexoes incriveis que nos traz! E sei que talvez a intençao nem tenha sido mais "romantica" assim, mas eu queria muito mandar isso pra um ex meu (que na verdade nem sei se é ex mesmo porque durou muito pouco tempo), por conta de partes assim> "Porque quem tenta aceita a porta pequena para abrir a gigante, só não aceita é porta nenhuma, só não aceita é não ter como tentar. Arromba portões por outras chances e luta por elas já implementando o que juraria ao consegui-las."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I, juro que a emoção não cabe em mim ao ler cada uma dessas suas palavras! Obrigada imensamente por transbordar tanto nas entrelinhas e refletir, relendo mais de si e dos próprios caminhos assim, a cada reflexão expurgada. Obrigada! Essa troca evolutiva de dentro para 'ainda mais dentro', é que dá real sentido para cada partilha feita neste nosso cantinho. E espero imensamente que essa pessoa, se assim for (quem 'desiste de arrombar os portões' com facilidade ou enrola no durante que promete ou, ainda pior, trai as juras quando algo não 'sai como o planejado'), que não possa prosseguir na sua estrada, não possa voltar a elevar subtrações para o seu caminho. Se a chance de reler o final foi dada e o final prosseguiu assim, comprovando isso, ele não merece os seus atos, os seus tentares que vão para além do tentar. E é maravilhoso saber que pôde fazer essas reanalises mergulhando mais em detalhes assim, porque sim, o escrito é imensamente cabível para quesitos de relacionamentos, e diversas partes dele foram expelidas, justamente, enquanto esse tipo de temática vinha na minha mente e coração. Que você possa ficar onde o seu entorno também fica, também permanece, também só deixa de implantar as promessas se realmente for combinado que não mais assim será.

      Excluir
  14. MUITO obrigada pela inspiração. Estou começando algo novo e, já de cara, não quis usar essa palavra. Não quero tentar, quero fazer, ir em frente, como você mesma disse, ainda que seja o começo de um fim, ainda que seja um caminho estagnado. Colei aqui na minha testa: "Tentar é se desculpar com antecedência." Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Lu, como é maravilhoso saber que pôde reler mais de si e de clarificações dos seus caminhos ainda que em um dos escritos mais simples. O que mais conta, em expurgamentos assim, são as entrelinhas emitidas e o que cada um terá como impacto nos aprofundamentos. E é um presente saber que mergulhou até chegar no fundo, de fato. Que cada realização fique mais próxima e que, ademais, as entrelinhas possam ser um meio de demais visões, para que fique na sua estrada quem soma, quem traz mais bem do que mal, mais ato do que qualquer outra forma de jura. Mais tentativas que mais do que tentam, agem. Muitíssimo sucesso em cada planejamento, em cada prosseguimento, em cada valor dos entornos que tanto farão a diferença em cada legado por você permeado, viu? Um super beijo!

      Excluir
  15. "Quem está tentando de forma real, sem apenas tentar, não executa nada que pode levar o seu enfoque a um enfraquecimento ou encerramento, porque remastiga o quanto uma prioridade requer abjurações. Portanto, só aceita o que pode ser paralelo se não ferir a meta. Antes de realmente poder começar, já está começando. Não tarda por um sinal de "aceito", "vamos" ou "ok". Quem está tentando francamente, que é mais do que tentar, dá demonstrações antes de serem solicitadas, dá o teste respondido antes que lembrem da necessidade do comprovante. E sem que haja um total desfecho, daqueles que empurram com plenitude para outra busca, não há nenhum, sequer, indício de traição. A brecha pode ser trancada, o acesso freado, a fechadura modificada, mas as promessas e renúncias prosseguem desempenhadas até que elas virem a promessa, dita em alto tom, de não mais cumprir os votos por aquele objetivo."

    meu paragrafo favorito, Brunt. Obrigada por esse tapa na cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Li, como é maravilhoso saber que mergulhou assim em cada linha e entrelinha das sensações e teses expelidas, agora tão nossas! Obrigada imensamente por alimentar os sentidos principais deste nosso cantinho ao refletir de mãos dadas. Espero que releituras internas tenham sido ainda mais afloradas assim, com clarificações para mais pontos positivos que supram negativos, viu? Um super beijo!

      Excluir
  16. Amei o que escreveu. Apesar de simples, singelo; tem muita força no que falou e muita verdade também. Como algo pode ser tão simples e tão robusto ao mesmo tempo. Tem um peso único em suas palavras.
    Amei o que escreveu.

    http://renatacaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Re, que delícia é sentir esse seu mergulho nos sentimentos expelidos! Espero imensamente que as entrelinhas possam ter impulsionado também demais reflexões em detalhamentos implícitos e que as suas releituras internas possam aflorar ainda mais por aqui. Obrigada por alimentar os sentidos deste nosso cantinho ao transbordar. Espero ver mais de você, viu? Um super beijo!

      Excluir
  17. Que texto lindo, palavras fortes e compondo uma inspiração linda para essa noite. Amo seus textos, já te disse isso e a cada dia me encanto mais por eles.
    "Quem está disposto, quem afirma que vai, não afirma que 'vai tentar', afirma após já começar a prática, afirma já começando. Quem está tentando não está tentando, não está esperando por nada, não está buscando brechas para diminuir as próprias culpas jogando-as para os lados."
    Significou muito para mim esse trecho!
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ca, brota uma sensação imensa e tão incrível em mim por sentir esse seu carinho tão lindo e poder retribuir com tamanho gosto! Obrigada por transbordar, obrigada por navegar nas linhas e entrelinhas de cada sentimento expelido, obrigada por dar as mãos a cada reflexão! Obrigada por assim enriquecer cada partilha em seus sentidos reflexivos (principais). É maravilhoso saber das partes que mais puderam invadir seu interior. Espero que as suas releituras internas sempre aflorem mais a partir das suas sensibilidades e de cada mesclagem aqui feito do que daqui de dentro, vira tão nosso. Um super beijo!

      Excluir
  18. Só o titulo foi pro o status do meu whatsapp, acredite!! Eu sempre começando falando o quanto que eu amo seus textos e o quanto que eles me fazem refletir...
    "Quem está tentando não está tentando, não está esperando por nada, não está buscando brechas para diminuir as próprias culpas jogando-as para os lados."
    Cheguei a pensar, "será que eu tentei, realmente?" Mas, acho que quando você disse no texto "quem tenta, continua" eu percebi todas as tentativas da minha vida.
    "E, por isso, tentar mesmo, é não tentar."
    Amei, obrigado por esse lindo texto! Amo demais seu blog <3

    www.antesdaprimavera.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Vi, que emoção deliciosa por ler cada pedaço de cada palavra que emitiu! Obrigada por transbordar em cada linha e entrelinha e assim alargar os sentidos deste nosso cantinho em demais reflexões. Obrigada por esse carinho tão incrível de sentir e retribuir com gosto! É maravilhoso saber que pôde captar demais releituras internas, concepções, ratificações e mais de si em cada implicitude expelida. O agradecimento maior é meu por você dar as mãos com tamanha sensibilidade e mente e coração em mesclagem para que possamos evoluir em conjunto. Um super beijo!

      Excluir
  19. bem interessante esse texto! acho que mt gente nem tenta nd por medo do que pode acontecer, ou nao acontecer

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que delícia é saber que pôde mergulhar nas linhas e entrelinhas emitidas, ainda que das mais simples transpassadas. Mais do que o medo, o problema fica em começar a engatinhar por temor de andar, não é, Lí? Se podemos ficar de pé, que tentemos com mais do que tentar. E os detalhes ainda se alargam para relações a dois e diversos fatores com mensagens para além. Um super beijo!

      Excluir
  20. Nossa Van, estou até sem palavras, não sei nem o que escrever, mas saiba que fiquei impressionada com seu texto e com certeza você arrasou mais uma vez e conseguiu me tocar lá no fundo e me fazer refletir <3

    bjs

    www.tpmbasica.com.br
    youtube.com/tpmbasica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Si, que delícia é saber que pôde mergulhar mais em si e em concepções aprofundadas a partir de minúcias expelidas daqui de dentro que viram tão nossas! Obrigada por assim, ao tanto transbordar, alimentar ainda mais os sentidos principais deste nosso cantinho, viu? Espero que possa sempre aglomerar clarificações de pontos mais positivos que supram negativos para continuar em caminhos de somas, de tentativas que sejam sempre mais do que tentar, de gente por perto que faça. Um super beijo!

      Excluir
  21. lindo o texto!
    www.amoreoutroscliches.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Bru, como é maravilhoso saber que pôde mergulhar assim nas linhas e entrelinhas tão daqui de dentro expurgadas, para agora: tão nossas! Obrigada por assim alimentar os sentidos deste nosso cantinho. Espero que releituras internas tenham sido aprofundadas. Um super beijo!

      Excluir
  22. Sabe quando cê termina de ler um texto e sente um tapa na cara? Então! Foi basicamente isso. Em vários momentos da minha vida antes mesmo de agir eu falei que estava tentando, mas na verdade é só uma desculpa pra caso não dê certo, pois eu ainda nem havia tentado de fato. Van, só você e seus textos pra nos fazer enxergar a verdade. Amo seus textos!

    Cá entre nós, miga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, socorro! Que palpitação boa que dá por sentir esse carinho tão incrível seu e pode retribuir com tamanho gosto, Sthe! Obrigada imensamente por assim transbordar, mergulhando com mente e coração em mesclagem em cada reflexão daqui expelida. Obrigada por assim alimentar os sentidos principais (reflexivos) deste nosso cantinho! Que as suas releituras internas e clarificações de caminhos sempre abram alas para mais positivos que supram negativos, para mais pessoas que façam enquanto dizem (e não dizem enquanto apenas 'tentam fazer'), para mais fatores que prossigam enquanto o sentido dado for do que soma, do que impulsiona as portas que deseja abrir. Obrigada por intensificar a partir das próprias visões cada sensação aqui partilhada. Que possamos sempre evoluir mais de mãos dadas. Um super beijo!

      Excluir
  23. Eu estou tão apaixonada por esse blog, socorro ♥
    com amor, Bru
    Mania de Bruna
    @ManiaDeBruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou tão derretida com esse carinho lindo, socorro! Ai, Bru, obrigada por assim mergulhar e transbordar no nosso cantinho. Espero imensamente que as suas releituras internas e reflexões a mais possam ser cada vez mais afloradas a cada partilha por aqui, viu? Um super beijo!

      Excluir
  24. Adorei seu blog...
    Então vamos agir...
    Uma linda semana!
    https://meusamoresvariedades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que delícia é ler esse carinho lindo podendo retribuir com gosto, Ale! Espero imensamente que possa ter alargado releituras internas e demais reflexões a partir de cada sentimento expelido em partilhas reflexivas deste nosso cantinho. Que possamos seguir com mais do que tentar, observando que cada passo já é um alcance, um sentido aglomerado para fazer sentido maior após. Um super beijo!

      Excluir
  25. Ual, estou tentando pegar o meu queixo... Que texto maravilhoso, ele é um tapa na das pessoas que vivem falando o quanto tenta e não consegue, o quanto se esforçou e não conseguiu!

    "Quem tenta não aguarda o caminho abrir, o sol nascer, o engarrafamento parar. Quem tenta vai pelo caminho que der, vai com o que tiver, vai indo e não tentando. Porque quem tenta aceita a porta pequena para abrir a gigante, só não aceita é porta nenhuma, só não aceita é não ter como tentar."


    "Quem está tentando pouco fala sobre o esforço que fará, sobre a espera que está contida em relação a feitos que não dependem de si para o encaminhamento do seu e-feito"

    Parabéns.


    www.cantinhodathais.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Thai! Que delícia é sentir que tanto mergulhou e transbordou através de cada linha e entrelinha expelida. Obrigada por assim alimentar ainda mais os sentidos fundamentais deste nosso cantinho (reflexões e releituras internas aguçadas). É maravilhoso saber os trechos que mais ganharam a sua mente e coração em mesclagem. Espero que cada detalhe 'por trás', ainda mais implícito, possa ganhar demais das suas concepções e clarificações de caminhos que tragam positivos suprindo negativos para prosseguir. Um super beijo!

      Excluir
  26. "Quem tenta vai pelo caminho que der, vai com o que tiver, vai indo e não tentando."
    Sem mais *o*

    ResponderExcluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.