VÍDEO: CONSELHOS #3 — PESSOAS INCÓGNITAS; AMIZADES QUE NÃO ACEITAM O NAMORO E MAIS

sábado, junho 18, 2016


Finalmente ressuscitei o morto-vivo! Passei um tempo pensando no rumo dos maiores enfoques nos quais, de fato, o nosso canal iria fincar. As análises mais aprofundadas de filmes, séries, letras de músicas, clipes metafóricos, livros e afins, ocorrem muito mais pela escrita (por aqui), bem como o compartilhamento de cada reflexão maior em textos, indicações com aprofundamentos e escritos além. Logo, sendo em palavras digitadas a minha forma mais terapêutica e constante de expressão, o que poderia fazer no canal que o tornasse, firmemente, um acréscimo, um extra, uma soma em relação ao que já temos no Sem Quases? Resposta: Fazendo, justamente, com maior recorrência, as nossas 'sessões de conselhos' mais diretos. Não que o canal vá ficar apenas com tal temática, mas a ideia principal é sempre estar indicando detalhes que não apareceriam costumeiramente em postagens por aqui e respondendo perguntas de vocês, seja no quadro que prossegue ou em vídeos como o "Como divulgar o trabalho de escritor: blogs, lançar com editoras e mais!".

Desta vez, perguntas sobre como lidar com a perseguição dos sonhos (mais especificamente, de ser um escritor ou blogueiro) sem contar com muita motivação alheia e enfrentando certa timidez/insegurança; indagações sobre romances ainda não definidos que estão implantando mais interrogações do que encaminhamentos ('pessoas incógnitas') e questionamentos sobre amizades que estão 'abandonando o barco' por não aceitarem o relacionamento amoroso e desgastante do outro, foram inclusas.


Sim, geralmente os nossos vídeos costumam ficar "mais longos do que a internet está acostumada". Juro que ainda pretendo fazer alguns mais curtinhos e com temas que poderiam gerar textos novos, mas irão gerar gravações. Porém, a cada elaboração assim  de aconselhamentos , são diversas questões abordadas e não existe muito 'o que cortar'. A cada pergunta, várias a mais são repuxadas e clarificadas, afinal, somos sem quases. Então, você pode optar por assistir esses mais longos inteiramente de maneira ininterrupta, ou pode pausar e ir prosseguindo quando possível e desejável, após.

E em relação a cada questão emitida? O que acrescentaria de conselhos e/ou ratificaria? Não deixe de compartilhar as suas opiniões nos comentários! Vamos transbordar.

Observação: A foto da abertura é um clique da Clara Rocha.

LEIA TAMBÉM:

29 COMENTÁRIOS

  1. Suas reflexoes são sempre incriveis! Nem sinto o tempo do video. Concordo com tudo e ate mandei o video pra uma amiga que ta na situação do cara que "empacou".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Vi, que delícia é ler isso e sentir os seus mergulhos reflexivos e evolutivos. Obrigada por esse carinho tão incrível de receber e maravilhoso de poder retribuir com gosto! Obrigada por transbordar em cada aprofundamento e alimentar, de tal forma, ainda mais os sentidos deste nosso cantinho. É maravilhoso saber que alguns dos pontos tocados pôde alargar noções presentes para você e/ou alguém próximo. Espero imensamente que releituras internas maiores sejam preenchidas e que permaneça na vida da sua amiga (tanto quanto na sua) somente o que prossegue em positivos que suprem os negativos. E que cada 'e se' seja matado após a observação que leve ao ponto conclusivo de que o final de tal história é sempre o mesmo. Um super beijo!

      Excluir
  2. Ahhh que legal, você também tem canal! Já estou entrando lá pra ver seu vídeo e te seguir por lá também. Beijos

    http://www.rabiskos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que delícia é saber desse mergulho ainda maior em cada partilha feita, Ma! Espero imensamente que em cada aprofundamento feito assim, demais trocas evolutivas possam ocorrer. O canal não tem o ritmo daqui do blog, mas estou planejando dar mais dinamismo para ele, apesar das nossas análises e reflexões principais ficarem por aqui, pela escrita. Será uma alegria imensurável contar com a sua mão também nesse outro lado. Um super beijo!

      Excluir
  3. Gosto muito desse tipo de vídeo, parece que a gente sente que é mais íntimo de quem faz, sabe! Gostei muito de como você abordou os temas, principalmente essa perseguição com nossos sonhos, já é tão difícil conseguir alcançar nossos objetivos e quando há pessoas nos desanimando aí sim que fica tudo pior :(

    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Ca, como é maravilhoso sempre sentir que em cada linha e entrelinha partilhada você está presente, causando mais das trocas evolutivas. O mais bacana, em relação a esses quesitos de 'solidão nos sonhos', é lembrar que sempre existe, nesse mundo gigantesco, alguém precisando do que pretendemos fazer, alguém que sonha igual, alguém que pode ser salvo somente porque prosseguimos, sem depender de ninguém, os nossos enfoques. Não é? Dar a chance para que as pessoas ao nosso redor mergulhem conosco e entendam a importância, é fundamental e bacana. Mas não precisamos nos agarrar a esse tipo de aprovação. Deixar de fazer por isso, é perder grandes partes do nosso futuro. A internet e outros meios estão aí para que possamos tentar e ver o quanto de gente para nos dizer sim existe, o quanto de gente para se sentir melhor com através do que fazemos existe, o quanto podemos deixar o nosso legado se lembrarmos que sempre existirá alguém esperando que alguém como nós apareça realizando sonhos próprios que podem ser suportes para tão mais!

      Excluir
    2. Com certeza, linda! Acho que quando somos desanimados por alguém temos que focar ainda mais nesses objetivos e como você disse, sempre tem alguém que precisa e que conta com nosso sonho mesmo que a gente ainda não a conheça :)

      Excluir
  4. Vanessa, seu blog é lindíssimo!!! E você escreve e se expressa muito bem. Parabéns. Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Ka, que alegria imensurável por sentir esse carinho tão lindo e poder retribuir com tamanho gosto! Obrigada por mergulhar neste nosso cantinho e refletir de mãos dadas. Espero imensamente que cada conselho e reflexão a mais possa gerar releituras internas engrandecidas, assim como cada partilha aqui feita. Espero ver mais de você em cada linha e entrelinha aqui lançada, viu? Um super beijo!

      Excluir
  5. Olá lindona,
    amei esse vídeo e essas reflexões são simplesmente maravilhosas.
    Relacionamento e amizade ambos são complicados, mas cada um precisa de uma dedicação e tempo diferente. O que se rega floresce sempre e não é para abandonar nenhum dos lados. Quem é amigo entende e quem é namorado de verdade sabe que temos uma vida antes dele e que vamos viver sempre.
    beijocas.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria é saber que pôde assim mergulhar, Van. Todos os relacionamentos (seja de amizade, namoro - que não deve deixar de ser também uma amizade - e afins) devem ser cultivados no cotidiano, em comprovações que lembram que o pote da confiança é sempre meio furado, e se não fosse seria inexistente, em atos não pedidos que antes de serem requeridos já são postos em prática e afins. É necessária essa compreensão de ambas as partes e da nossa para que não haja procrastinação em relação a isso, sem dúvidas. O caso da 'B' é mais complicado, porém, porque não se trata de apenas aceitar um namoro qualquer ou dividir o tempo. Ela parece ter noção de que deve estar presente 'dos dois lados', mas foi afastada pelas amigas pela não aceitação. Quando alguém não ouve o nosso conselho e está em uma enrascada, é quando mais devemos permanecer por perto, se somos 'de verdade'. E é isso o que mais conta na situação dela. Adorei poder observar as suas linhas e entrelinhas por aqui, viu? Um super beijo!

      Excluir
  6. Nossa, esse caso da menina que tava sendo excluída pelas amigas por causa de um relacionamento me lembrou muito uma situação que vivi no passado. E tudo é falta de diálogo, de querer ouvir o outro e ser mais compreensivo, sabe? Tem umas fases da vida que a gente meio que só vai indo, coloca umas coisas na cabeça e não quer nem saber, quando vê o tempo passou e estamos afastados das pessoas. Mas, há males que vem pra bem e de repente é isso mesmo que é o melhor, vai saber. Muito bacana ver você ajudando as pessoas assim :) Parabéns pelo vídeo.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Thay, que delícia sentir o seu mergulho em cada linha e entrelinha! E, sem dúvidas, alguns quesitos negativos em diversos casos servem para firmar o nosso caráter, nosso autoconhecimento e mostrar quem ou o que não estava valendo no caminho. No caso, quem não permanece sendo médico quando o outro está cometendo o que ele considera ser um erro, apenas porque o outro prossegue pisando no lugar errado sem tomar o remédio, nunca foi médico algum. Obrigada imensamente por esse carinho tão lindo de sentir e retribuir com gosto! Obrigada por transbordar e sempre alimentar os sentidos deste nosso cantinho! Um super beijo!

      Excluir
  7. Caramba o vídeo é beeeem longo, mas quando o tema é bom e com tantas reflexões vale mesmo a pena. Achei bem legal, essa questão de namoro e amizade é complicado mesmo.
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que alegria é saber que pôde mergulhar em cada linha e entrelinha! Espero que tenham impulsionado tenhas clarificações. Alguns dos vídeos acabam ficando mais longos, de fato, porém não deixo de responder todas as perguntas já selecionadas em uma única sequência. Acho que o bacana da internet é que podemos pausar, voltar, 'correr' para próximas partes e retornar depois e afins, e vejo como uma mania implantada e não muito bacana essa questão de que os vídeos "devem ser curtos", "não devem passar de 10 minutos, porque se não já é absurdo", e por aí vai. São limitações desnecessárias e nem sempre úteis. A forma com que o conteúdo será abstraído e devorado vai de cada um, e esse é o ponto mais positivo, não é? Talvez em alguns outros momentos do quadro de conselhos, menos perguntas sejam colocadas ou até um corte em duas partes possa acontecer. Vídeos mais curtinhos também virão, entretanto o enfoque é sempre o conteúdo e a emissão de trocas evolutivas que podemos obter.

      Excluir
  8. Confesso que assisti em partes. Vi a primeira pergunta e resposta completa e depois vi o resto. Me ajudou muito a resposta dessa pergunta do amigo enrolão kkkkkkk to em uma situaçao muito parecida. No fim, o video ficou do tamanho perfeito mesmo, porque suas reflexoes e dicas precisavam estar todas aí. Obrigada por nos ajudar e fazer pensar intensamente sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Dani, que alegria imensurável que fica em mim ao ler cada pedacinho dessas suas palavras! Obrigada por esse carinho tão incrível de sentir e retribuir! É maravilhoso saber que o nosso bate-papo pôde clarificar caminhos para você. Espero que, por mais que seja paciente, não permita prolongamento ao que prossegue estagnado. Busque descobrir mais e se continuar 'empacado', ande por mais que permaneça desvendando algo a mais do caso, porque ele não será válido e saberá que não foi o suficiente. Fico super feliz por saber que sentiu que o tamanho do vídeo ficou sintético no final das contas (alívio, rs). Um super beijo!

      Excluir
  9. Conselho para: sou engenheira e já tinha o blog há um ano, porém poucas pessoas sabiam (Só amigos muito próximos). Agora, todo mundo descobriu e, com isso, milhões de julgamentos.
    #nomegusta

    =*
    Mani Piñeiro
    @Blog_ManiPineiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ma, você está fazendo um 'a mais' maravilhoso, aglomerando admiradores e emitindo conteúdos úteis para o mundo, que ajudam diversas pessoas. Isso não a torna 'menos engenheira', pelo contrário. Quem mais faz, mais busca e mais procura conhecer, é sempre soma e não o oposto. Você está tendo mais conhecimento e experiências em paralelo, e ai quem diga que algo assim não acaba ajudando em linhas e entrelinhas de formas incríveis no que for. Quantas vezes, no jornalismo, acabo levando algo que não teria em bagagem se não fosse o meu lado escritora e o que aglomero aqui no Sem Quases? Quantas vezes alguém salva alguém apenas porque resolveu aprender mais sobre cozinhar batatas? Sim, parece não ter conexão, mas no final, se é mais feito e mais aprendizado, sempre tem, para melhor. O que vier desejando parar isso e/ou contestar isso, é inválido. Críticas construtivas são sempre úteis e devem ser mais do que bem-vindas, mas se vierem de quem busca conhecer afundo, trocar ideias e pesquisar antes de falar. Quem sai largando preconceitos e julgamentos não sabe do seu trabalho árduo, carinho e conquistas, e ainda vai ser calado pela própria vida. O melhor que fazemos para pôr esparadrapos nos julgamentos desse tipo, é continuar fazendo bem feito o que já estamos alcançando com nosso suor e amor. O que permanece lançando pedras é a inveja, o medo de não ter igual e o mau-caratismo. Seja sempre maior e não retruque com nada além de mais conquistas. Seja graciosa, gentil, não dê espaço para falarem nada além de elogios perante os seus atos de retorno, e tudo será, no fim, seu.

      Excluir
  10. Olá minha linda!
    Eu amei o vídeo e fiquei te ouvindo enquanto lavava a louça. Amei, parece que tu estava aqui do meu lado, um super papo de amiga, entende?
    Vou me inscrever no teu canal =)
    Beijinhos ❤
    http://www.alecanofre.com/
    https://www.youtube.com/alecanofremakeup/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ale, que dengo mais lindo! Obrigada por esse carinho tão incrível e maravilhoso de sentir e retribuir com gosto tamanho. É uma delícia saber que essa sensação de proximidade esteve ainda mais aguçada, porque é o que sinto a cada comentário, a cada palavra emitida, a cada ideia trocada e evoluída por aqui. Espero imensamente que cada reflexão, por mais que sucinta, possa ter aberto mais alas reflexivas e clarificantes, que façam permanecer apenas o que contém positivos suprindo os maiores negativos, viu? Um super beijo!

      Excluir
  11. Eu concordo bastante contigo, Vanessa, mas eu entendo um pouco o lado das amigas.
    A decisão sobre o relacionamento é inteiramente de responsabilidade dos integrantes da relação, então as amigas quererem interferir em no namoro é absurdo, porém (e eu já passei por isso) eu entendo que para um amigo ver aquela pessoa que você gosta, que você sempre apoia, sempre tenta ajudar, que você sempre dá conselho e ela sempre sabe que ela está tomando decisões erradas, mas ela continua tomando essas decisões e depois vem reclamar da vida com você, como se o mundo inteiro estivesse errado, como se ela nunca aprendesse com os erros > eu tiro o meu jogo de campo com pessoas assim e não é por maldade ou falta de amor.

    Eu só não tenho paciência de ver uma pessoa cometendo os mesmos erros 30 vezes e sabendo que está errada e dando aquela desculpinha esfarrapada de: aaah, mas eu não consigo.

    Na minha última experiência assim eu não me afastei completamente, eu apenas proibi a minha amiga de querer discutir o namoro dela comigo, o cara era abusivo com ela, ela sabia, mas sempre voltava com ele. Me fazia mal ver ela sofrendo e todo mundo que era amigo dela, não gostava do namorado dela também. A melhor solução, para eu não ter que brigar com ela, porque eu sei que não ia dar fruto nenhum, não ia ser legal brigar por algo assim e a nossa amizade é mais importante, eu preferi pedir que ela não falasse mais dele comigo. Eu não ia mais gastar saliva dando conselhos que iriam ser ignorados e ela ia fazer o que ela julgasse melhor.

    No final das contas ela acabou terminando de vez e nossa amizade está melhor do que nunca, mas eu não precisei mais falar nada sobre o assunto para ela chegasse ao término, a decisão foi dela.

    E continue com os vídeos longos haha é lenda que as pessoas não assistem, se existe conteúdo bom, as pessoas ficam vendo sim! :D

    Um beijo,
    Foca no Glitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Pa, como é maravilhoso sentir os seus mergulhos! Espero que cada linha e entrelinha possa ter aguçado as suas releituras internas. Obrigada por transbordar e alimentar ainda mais os sentidos prioritários deste nosso cantinho. E sobre o quesito das amizades: o caso é justamente que um drogado, mesmo quando percebe que está viciado e errado, não consegue de fato simplesmente sair do vício por apenas ter reparado o erro (em muitas vezes). Às vezes a pessoa na relação não saudável se mantém presa pelo vício de querer descobrir mais repostas, pelo vício de tentar e buscar as novas mudanças, pelo vício da paixão que mantém a sensação de estar em clímax constantes que mantém a vida (de forma ilusória) mais vívida e por aí vai. São aglomerares de vícios que vão se formando, sejam eles de fato ligados ao sentimento pela outra pessoa ou, muitas vezes também, conectados a sentimentos que tem a ver consigo: com a sensação de que se acabar ali o 'e se...' nunca morrerá, que se acabar ali, as respostas nunca virão, que se acabar ali, não terá cumprido o seu papel de ajudar aquela pessoa que não presta a evoluir... são diversos quesitos que só quem está na pele da "prisão" desse tipo de relacionamento passará (e, em diversos casos, não saberá bem explicar). A pessoa pode saber do erro, pode perceber que não é saudável, mas precisa do suporte das amizades, das novas descobertas, do BOM MAIOR para desconectar o ruim e não somente do ruim sendo pior do que já era. Você só diz que um remédio é 'horrível' quando compreende que nem todos precisam ter aquele gosto. É bem por aí o caso... quanto mais perdida a pessoa está, mais devemos, como amigos, permanecer e aguentar. Dando mais broncas, abrindo os olhos, e não afastando somente pelo fato de que as escolhas feitas não batem com o que vemos como saudável. Às vezes, também, em mais raros casos, podemos nos surpreender e o final feliz se tornar o veneno que virou planta de cura. Tudo é relativo. Nosso papel deve prosseguir mantido o máximo que pudermos. Compreendo também o lado das amigas e, inclusive, o seu. Mas esse é o lado mais fácil de compreender, por isso abro mais os olhos para o outro lado, o mais esquecido, o menos entendido, aquele que nem mesmo quem está passando entende por completo até de lá sair ou até mudanças radicais ocorrerem. Você ao menos não foi embora, estava ali e acabaria dando o colo. Esse é o ponto principal. Fugir apenas porque o outro está errando, enquanto ele não errou com você e apenas consigo mesmo, é nunca ter estado.

      Obrigada imensamente por transbordar assim e partilhar tanto do que acaba preenchendo reflexões em trocas assim, evolutivas. E obrigada por esse carinho tão lindo de sentir e retribuir com gosto! Vídeos mais curtinhos virão, mas nosso enfoque será sempre conteúdo e reflexão em somas, e que venha assim com o tempo que for, rs. Um super beijo!

      Excluir
  12. Aiii que sotaque fofo ♥
    Adoro esses vídeos com conselhos, sempre tem alguma coisa que chega na gente né! No meu caso, foi a última pergunta! :)

    Um beijo! ♥
    www.daniquedisse.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Dani, como é incrível e maravilhoso receber esse seu carinho lindo e sentir esses seus mergulhos que sempre tanto alimentam os sentidos prioritários deste nosso cantinho! Obrigada por sempre ir nas linhas e entrelinhas e partilhar detalhes que aprofundam as nossas trocas evolutivas. É uma delícia saber que uma das indagações pôde alcançar detalhes da sua atualidade, espero que mesmo tendo sido uma resposta mais sucinta e direcionada, que possa ter aberto alas para clarificações no seu caminho que deixem o lembrete de que dar a chance para que as pessoas ao nosso redor mergulhem conosco e entendam a importância, é fundamental e bacana. Mas que não precisamos nos agarrar a esse tipo de aprovação. Deixar de fazer por isso, é perder grandes partes do nosso futuro. A internet e outros meios estão aí para que possamos tentar e ver o quanto de gente para nos dizer sim existe, o quanto de gente para se sentir melhor com através do que fazemos existe, o quanto podemos deixar o nosso legado se lembrarmos que sempre existirá alguém esperando que alguém como nós apareça realizando sonhos próprios que podem ser suportes para tão mais! Um super beijo!

      Excluir
  13. Você como sempre arrasando, fora que esse sotaque é a coisa mais linda <3

    www.seteprimaveras.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você, como sempre, causando uma alegria imensa em mim e maiores sentidos firmados para este nosso cantinho! Obrigada por esse dengo lindo, Gab! É tão bom de poder retribuir. Obrigada por mergulhar! Espero imensamente que cada linha e entrelinha possa ter sido singular e aprofundadas para e por você. Um super beijo!

      Excluir
  14. Oi Vanessa,
    Amei o vídeo e seu bate papo foi ótimo. Conselhos e reflexões são bons e sempre nos ajudam em algum momento.
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Line, que carinho mais lindo! Fico com uma alegria imensurável por saber que pôde mergulhar em cada linha e entrelinha. Espero imensamente que cada tópico e síntese possam ter aguçado as suas releituras internas e clarificações, gerando caminhos que só permitam a permanência do que nos mostra que ainda estamos por escrever a história, e não as assistindo sem controle de um final a se repetir. Um super beijo!

      Excluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.