DIY: APRENDA A FAZER 7 ITENS DECORATIVOS

quarta-feira, outubro 21, 2015


Já pensou em ter itens de decoração lindos e únicos? Ultimamente uma das grandes tendências nas redes sociais são os D.I.Y. (Do It Yourself, ou na tradução literal: Faça Você Mesmo), que unem ideias simples e abrangentes para que você crie objetos próprios e que farão uma real diferença no seu cômodo. Materiais que podemos encontrar em basicamente qualquer lugar ou peças que, provavelmente, iriam para o lixo, ganham nova vida em tutoriais assim, os quais são fácies de mesclar com retoques da sua criatividade (um dos meus prediletos está no final, então, obviamente, a numeração não está em ordem de favoritos).
1. Cabeças de animais (cada qual com a sua simbologia)

Este é o queridinho da vez: cabeças de animais (não apenas de alce). Cada animal pode inferir a uma metáfora para você, sua personalidade e seus objetivos (há crenças, por exemplo, de que o cavalo simboliza a ligação entre as bagagens da nossa vida e o que somos agora, entre as ligações espirituais – cargas de vidas passadas – com a nossa essência. Então para quem acredita em "maktub", que significa "está escrito", seria uma boa pedida), basta pesquisar sobre esses conceitos ou fazer embasamentos no que acredita ter mais analogia e optar. Numa escala de 1 a 10 de dificuldade, fazer esse artefato fica na colocação 6. Pode ser um pouco árduo em algumas etapas, mas todo o trabalho vale a pena. 

Primeiro, você precisará imprimir esse molde aqui (para outros animais, basta procurar os moldes pela internet, é fácil de achar e ficam tão lindos quanto, como você pode ver clicando aquiaqui). O ideal é que seja em papel duplex (ou algum mais duro de mesma maneira) e folha A3 (aquele papel que é referente ao tamanho de duas folhas A4, que a folha de papel ofício comum), porque se for impresso no A4, a cabeça acabará ficando do tamanho mini.

O segundo passo é recortar as peças. A depender da habilidade com as mãos, a melhor maneira é cortar as partes externas (maiores) com tesoura, e as partes internas (menores, que são os detalhes do encaixe) com um estilete.


O terceiro passo é contornar os moldes no material de sua preferência (papel Panamá, papel Paraná ou MDF), a diferença entre os papéis e o MDF é que o Paraná e Panamá são possíveis de cortar utilizando estilete ou uma tesoura firme, já no MDF o corte é feito com a serra tico-tico,  o que pode tornar o trabalho mais complicado.


O quarto e penúltimo passo é encaixar as peças. Os moldes são numerados, então encaixar é a parte mais tranquila do processo.


O último e melhor passo é pintar a peça (ufa!) da cor da sua preferência e escolher o lugar onde irá expor sua obra. Você pode também cobrir fragmentos dela (ou toda) com tecidos estampados. A cabeça de alce pode ser encontrada pronta na loja virtual do Homens da Casa, por R$ 149,90. Sai mais caro do que fazer à mão, já que estimadamente o valor sairia por R$ 30,00, no máximo (contando com os materiais e a tinta): sem contar que a ideia de mostrar para os seus convidados e falar/saber que você que fez é muito mais divertida! Lembrando que se optar fazer com MDF, ele pode ficar um tanto pesado, ou seja, será preciso uma atenção maior na hora de prendê-lo à parede.

2. Garrafas como vasos ou luminárias


Algo super fofo e um dos D.I.Y. mais feitos é este das garrafas de vidro: de qualquer tipo de bebida. No Tumblr, são as imagens que mais vemos quando falamos de decoração. Elas podem ser pintadas de maneiras diferentes, decoradas com barbantes ou outros tipos de cordas e até usadas ao natural como vaso de flores e luminárias.


Para pintar as garrafas, a tinta deve ser uma acrílica ou spray. O legal da tinta acrílica é a variedade maior de cores e texturas (fosca e metalizada), a pintura com os dois tipos (a spray pintada de forma externa e a acrílica interna, como na imagem acima) necessitam de um cuidado especial para não escorrer de maneira errada, causando uma finalização com partes sem pintura.


As possibilidades de locais para utilizar essas garrafas são inúmeras. Para ocasiões mais festivas, ficam maravilhosas quando customizadas como luminárias. Para isto você precisará de luzes (como aquelas de Natal) e pode ser necessário fazer um furo na garrafa para a passagem do fio (caso a aparência da fiação for incômoda).

3. Quadro negro


Que tal ter um quadro negro (daqueles que eram utilizados antigamente nas salas de aula, riscados com giz) em casa, na localização e tamanho que preferir? Existem duas possibilidades de conseguir isso: pintando o local com tinta fosca ou usando papel contact, de preferência de textura fosca. Se a opção escolhida for a pintura, no mercado há tintas prontas para aplicação, como a Suvinil Esmalte Verde Escolar ou a Coralit Preto Fosco. Mas se a opção for o papel contact, é preciso tomar apenas um pouco de cuidado, já que a aplicação pode deixar bolhas.


A parte legal da parede de lousa é que pode ser usada de várias maneiras, desde quadro de recados até decoração, dando um toque especial ao ambiente e com significados que girem em torno da sua fase de vida. Lembrando que a tinta não precisa ser necessariamente preta ou em tons escuros. Existem muitas tintas no mercado com a textura fosca. Para apagar o que foi escrito nele, basta usar um paninho úmido!

4. Porta-recados colorido


Para quem vive esquecendo dos compromissos do dia a dia, uma ideia bem simples e bacana é este porta-recados (imagem acima). Você só precisará de um pedaço de madeira (ou MDF/papel Panamá), tintas e pregadores, para prender os lembretes.


Outra ideia bacana é colocar somente pregadores personalizados (com a sua pintura: uma ideia legal é escrever os nomes dos dias da semana separadamente neles, o que pode ajudar na sua organização) grudados da sua forma de preferência na parede, como é visível acima.

5. Luzes com bolas de ping pong


Outra ideia simplesmente linda é esta, com bolinhas de ping pong e pisca-pisca (luzes de Natal)!


Em um único e simples passo, você consegue algo realmente incrível: Basta furar um lado de cada uma das bolinhas e inserir as luzes. 

6. Potes personalizados para plantas e castiçais

E já pensou em ter uma plantinha decorando um canto da sua casa? Por menor que seja o espaço, é possível de uma forma super criativa. Sabe aqueles galhos mais grossos ou pedaços de troncos de árvores que encontramos numa caminhada no parque, ou até mesmo na praia? Eles podem virar um pequeno castiçal ou um vaso de plantas. Será preciso apenas fazer um furo no centro do galho, com cuidado, ficando atento ao tamanho do que irá ser colocado. O legal é que a variação de tamanho é inúmera. Nesse caso, a variedade do que fazer com o pedaço da árvore torna-se ainda maior. Contudo, o mais interessante desse objeto é que não precisa cortar uma árvore ou uma planta só para pôr em prática. Se não encontrou nas suas proximidades, basta pedir a um amigo, parente ou conhecido para que, caso encontre, guarde e entregue para você.


7. Porta-copos diferentes (em formato de melancia e feitos de CDs velhos)


Porta-copos de melancia são fáceis de fazer. Materiais necessários: círculo de cortiça, tintas acrílicas (neste caso, verde, vermelho e preto), lapiseira, papel, pincéis, estilete e tesoura.


Você vai apenas cortar um círculo e depois colocar outro (de papel comum) dentro do primeiro (para fazer o entorno sem borrar), após, retire o segundo círculo e preencha no primeiro o restante do desenho.


Agora é só cortar com ajuda de uma régua para o corte sair mais "certinho". E tcham-ram! Um porta-copo diferente e que dá um toque especial na decoração.


Outros porta-copos divertidos podem ser criados também com facilidade! Como os feitos através de CDs antigos e arranhados. Primeiro você terá que cobrir o CD, colando nele um papel couchê ou algum outro deste estilo "mais durinho". Depois basta cortar de forma circular adesivos (desses que servem de papel de parede), e colar por cima do papel couchê no CD.

Já fez um objeto parecido com algum desses? Tem dicas para incrementar em temáticas assim? Então é só deixar sua opinião e sugestões nos comentários.
PAUTA DE BASE: LEILE KAROLLY

LEIA TAMBÉM:

5 COMENTÁRIOS

  1. adooorei,:D vou fazer o porta recados
    Na próxima gostaria de ver algo com fotos, quadros :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilhoso saber que gostou! Espero que adore o seu porta-recados! Usar a dica de indicar os dias da semana em cada quadradinho ou pregador é uma ótima forma de organizar ainda mais. E muito obrigada pela sugestão! Ficaremos atentas para incluir nos próximos DIY. Continue emitindo suas opiniões aqui no Sem Quases.

      Excluir
  2. Adoro esses diy's, muito! Claro, ne? Tudo fica mais do que bem escrito nas maos da Brunt. E nao só bem escrito como mais aprofundado, tudo tao bem explicado e com mais sentido. Adoro e adorei! Quero mais logo! Fico sempre esperando mais diys da brunt aqui e mais cronicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que maravilhoso saber que gostou, Luana! E que alegria por saber que acompanha alguns dos meus sentimentos escritos. Espero que continue sempre emitindo suas opiniões. Já ocorreram mais postagens de DIY após essa, mas em breve teremos de novo (e de novo, e de novo...) por aqui! Um super beijo!

      Excluir
  3. Gostaria muito de encontra o molde cabeça do Bulldog Francês, mas já procurei na Internet toda e não encontro.

    ResponderExcluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.