DIY: MAIS DE 3 ITENS SUPER RÁPIDOS E FÁCEIS DE FAZER!

segunda-feira, novembro 16, 2015


Às vezes vemos um DIY super bacana, ficamos na vontade de fazer, mas o processo de produção parece ser exaustivo, não é? Por mais que os "Faça Você Mesmo" deixem inúmeros caminhos abertos para que possamos criar da nossa maneira, certos passos acabam sendo necessários e alguns podem causar um certo desestímulo. Pensando nisso, separei alguns dos mais simples de elaborar! Ficam com resultados diversos, super abrangentes para que imponha o que tiver mais significado para você e mais beleza aos seus olhos. 

1. Canecas personalizadas (frases ou desenhos permanentes feitos por você e uma ideia extra para quem não quer algo tão fixo)

Amo canecas! São bastante multiusos! Você pode usar para decorar o seu quarto, para guardar lápis/canetas ou até mesmo pincéis de maquiagem, além de utilizar, obviamente, para beber aquele chocolate quente delicioso ou diversas outras bebidas. E nem preciso dizer que é um presente muito legal e único, né? Escrever algo que só você e o presentado vão entender o motivo, causando aquela significância de peso... É um ponto que não tem preço e que torna ainda mais inesquecível! Para mim, os melhores presentes são os que têm algo relacionado ao elo entre as pessoas. Nada é mais gostoso! Imagina então também ter canecas ainda mais personalizadas para si? Com desenhos ou frases do seu jeito, tornando-os permanentes, com traços que tenham ainda mais significado para você, que nenhuma loja poderia produzir com tamanha intensidade para o seu gosto e coração. Então, vamos lá! É super rápido e simples de fazer. Você pode elaborar vários riscos e criar modelos diferentes. É só soltar a imaginação! O legal é escrever frases de livros, filmes, músicas ou até suas que marcaram a sua vida de alguma forma e colocar uma ilustração bacana que acompanhe o significado.


Você vai precisar de: Uma caneca de porcelana sem nenhuma estampa e uma caneta para porcelana (achei de várias cores nessa loja aqui). Dicas para a utilização da caneta: Na primeira vez que for usar, agite o seu marcador por alguns segundos e depois pressione a ponta (ainda branca) contra o dedo polegar, uma vez. Logo após, bombeie por algumas vezes o marcador contra a superfície onde se quer marcar até que a tinta molhe a ponta. Quando for usado em outras vezes, apenas agite o seu marcador e escreva normalmente, sem pressionar a ponta.


Antes de colocar a caneca no forno, você pode apagar (com álcool ou água + detergente) quantas vezes quiser até que ela fique do jeito que você gostar. Ou pode usar um extra, caso não queira ter que fazer muitos rascunhos na própria caneca, essa técnica à parte precisa de: Papel A4, papel carbono e lápis. Faça o desenho em um pedaço da folha de papel A4. Limpe a caneca e passe o desenho para a superfície usando papel-carbono e lápis — no caso, coloque o papel carbono superfície da caneca, depois coloque o papel normal sobre o papel carbono e contorne novamente o desenho com o lápis. Com o rascunho já aparecendo na superfície da caneca, contorne-o com a caneta especial para porcelana. Lembrando: caso não se incomode em fazer diretamente na caneca, não precisa passar por essas etapas. 


É só, portanto, fazer a ilustração que quiser, colocar no forno a 180 graus por 30 minutos ou a 160 graus por 90 minutos e pronto! 

ATENÇÃO: deixe esfriar completamente antes de retirar a caneca do forno.


Ideia extra: Caso você não queira algo tão permanente, pode escrever com a caneta e depois apagar com álcool, como já indiquei. Ou pode também adquirir um papel contact preto, cortar no formato que desejar, aplicar com cola quente na caneca e mudar sempre a frase ou desenho com giz (como visto no exemplo acima)! Para apagar, basta usar um paninho úmido e fazer outra arte.

2. Porta-retratos com palitos de picolé ou com caixas de sapato/papelão


Vocês pediram um DIY relacionado a fotos e estou atendendo com gosto! Não é maravilhoso poder personalizar algo tendo não só a ver com o seu ambiente, mas com a imagem que quer colocar ali? Com a pessoa que está na foto junto com você, com o momento que o registro representa e por aí vai? Então trouxe duas ideias super simples e que ficam lindas, além de abrir um espaço imenso para que solte a sua criatividade! 

Para os de palitos de picolé, você vai precisar: dos palitos, obviamente — podem ser os de tamanho normal ou os mais largos (acho os mais largos mais lindos!). Normalmente, os pacotes com 100 unidades não passam de 5 reais. Fitas coloridas — as que aparecem na imagem são chamadas de "washi tapes". Elas são decoradas e maravilhosas! Também dá para usar aquelas fitas adesivas coloridas e lisas, sem estampas, que podem ser encontradas nas papelarias por um preço bem acessível. Você precisará também de ímãs pequenos. Cola quente é fundamental e, por fim, você pode usar enfeites extras para colar no espaço de sobra.

Para fazer: é só encapar os palitos com as fitas coloridas da maneira que preferir, colar os palitos juntos, colar os ímãs na parte de trás e prender as fotos com alfinetes ou outros enfeites que você tiver. Se não quiser colocar o porta-retratos na parede, você pode fazer um suporte embaixo com os próprios palitos, colando-os de forma horizontal (nesse caso, não precisará dos imãs e é só colocar um pedacinho de borracha atrás para segurar a ponta do alfinete). Você ainda pode fazer um grandão, como um painel, usando vários desses pequenos juntos ou fazendo verticais maiores e colocando lado a lado.


Para os de papelão você vai precisar de: Papelão, cartolina, tesoura, estilete, caneta, tecido estampado (ou papel adesivo estampado) e cola branca.

Como fazer: Faça um quadrado de 20×20 cm no papelão e outro quadrado menor de 8×8 cm no centro. Recorte o quadrado menor com um estilete e o maior com a tesoura. Agora encape a moldura com tecido e customize da maneira que preferir. Cole essa moldura em um quadrado de cartolina. Para fazer o apoio de trás, corte um papelão de 5 cm x 10 cm e faça uma dobra de 2 cm na parte menor. Passe cola nessa parte e cole atrás do porta-retratos.


O legal é que esses feitos de papelão podem também virar apenas molduras de parede (preenchidas ou vazias)! Como exemplificado na imagem acima.

3. Inspiração para os mais fáceis de fazer: objetos cobertos com flores artificiais, mapas e outros


Tudo fica mais mimoso com flores! Para fazer objetos decorativos que durem com esse acréscimo é só usar aquelas flores artificiais, de plástico ou tecido. Você pode comprar ou desmanchar aquela coroa de flores que você não usa mais. É muito simples de fazer qualquer item com flores assim, basicamente só é necessário que as tenha unidas a uma cola quente (com aquela pistolinha específica, de preferência). Mas vou destrinchar o fazer de cada um dos objetos escolhidos para inspirar vocês na imagem acima.

Para a letra (encontre mais abaixo como fazer uma letra 3D): Você vai precisar de coisas muito simples: papelão, caneta piloto, tesoura, cola quente e flores artificiais nas cores que deseja. Se você não tem muita habilidade caligrafa, sugiro que imprima a letra que deseja fazer na fonte que você mais curtir em uma folha A4 completa, recorte e utilize como molde para riscar no papelão. Depois é só cortar com a ajuda da tesoura! O próximo passo é separar as flores que você vai colar sobre a letra e destacá-las do "cabo" ou então cortá-los, caso necessário, com a tesoura. Vá colando de maneira intercalada os modelos, tamanhos e cores para que fique uma aparência mais neutra! Confira se todas as flores estão bem coladas, e deixe secar.

Para o abajur: Uma forma muito bacana e mais reciclável de fazer você pode ver clicando aqui. Mas se for fazer diretamente em um abajur que já tem, mais ideal é que utilize um tecido transparente e uma cola quente, colocando as flores com um pequeno espaço entre elas. Caso elas fiquem muito grudadinhas entre si, a luz do abajur pode ser ofuscada, mas se o espaço for muito grande, pode dar a impressão de algo mal feito. Então o ideal é que utilize um meio-termo e intercale as flores no tecido, colando-o no abajur depois, também com cola quente! Você pode colar no abajur diretamente também, caso preferir, mas ficaria mais difícil de remover futuramente.

O espelho e objetos decorativos a mais, como o representado pela Torre Eiffel, são os mais fáceis, basta colar as flores com cola quente e pronto! Lembrando de tirar os cabinhos delas.


E aquele mapa velho guardado no armário que você nem usa mais? Que tal reaproveitá-lo? Se você ama viajar, o sentido fica ainda maior! Todos os objetos que indiquei cobertos por flores, assim como tantos outros itens, podem ser, obviamente, cobertos da mesma maneira pelo mapa! Basta usar uma cola quente e aplicar. O ideal é que não esqueça de medir as partes do objeto que vão ser cobertas, para que já deixe marcado e faça o recorte correto com antecedência. No caso das letras, a de flores (mais acima) precisa só de um papelão mais fino porque as flores já a tornam mais "cheinha", já nesse caso do mapa, é necessário que faça "estilo 3D". Basta que repita a impressão da letra duas vezes com o papelão e faça as laterais também com ele. Para colar essas partes da letra é melhor usar cola branca e fita crepe, como já expliquei no DIY passado, nessa postagem daqui. Entenda melhor como montar sua letra clicando aqui! O link mostra uma das melhores formas de elaboração. Lembre que na câmera só é indicado que faça a cobertura com o mapa se ela já não estiver mais em funcionamento, virando apenas um objeto decorativo, já que passar a cola em certos locais de uma que ainda é ativa, pode ser arriscado.

Já fez algum objeto personalizado parecido? Qual o próximo DIY que gostaria de ver por aqui? Não deixe de falar nos comentários!

LEIA TAMBÉM:

0 COMENTÁRIOS

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.