INSPIRAÇÃO: CORTES FEMININOS CURTOS E CORTES MASCULINOS LONGOS

quarta-feira, novembro 04, 2015


Existem mil maneiras simples de usufruir do exterior para fazer nossa maré interna ganhar uma sensação de limpeza: pode ser conversando com um amigo sobre um tópico mais intenso, limpando a casa para alguns, viajando para outros ou simplesmente mudando o corte de cabelo! Não é futilidade reformular algo no físico se isso estará mesclado com o seu conteúdo, com a sua personalidade. Agora que o verão está chegando, aquela vontade de aparar as pontas ou de formular uma mudança mais radical começa a surgir. Para as mulheres que estão pensando em repicar as madeixas com um formato mais curto, nada mais justo! Basta conhecer o que deseja ou não realçar no seu perfil facial, porque o cabelo é capaz de modelar o rosto incrivelmente. E para ter a base de tal saber, é claro que pesquisar agrega uma grande ajuda, mas a melhor forma é sempre arriscando! Afinal, nenhuma regra é tão determinante, e algo que seria dito como oposto, pode ficar maravilhoso em você apenas pela existência de algum detalhe adicional que tem em seu conjunto. E para os homens que, apesar do calor, demoraram de cortar o cabelo e passaram a gostar do que viram no espelho, ou para aqueles que simplesmente estão pensando em deixar os fios crescerem: não corte agora! Não vá tão rapidamente na onda da temperatura. Deixar o cabelo um pouco (ou muito) maior pode realmente ser um charme a mais, além do fato de que assim as opções para variar o estilo ficam ainda maiores! Você pode prender fazendo um coque ou "mini rabo de cavalo", soltar, deixar com um ar mais "despojado", e por aí vai. Não sou uma profissional em cabelos e muito menos em cortes, mas meus lemas de vida são todos relacionados a sentir, observar e escrever, logo, unindo o meu olhar com a abrangência das ideias que vocês devem dar vida, separei fotos (tipos de cortes) e dicas para os tais. Custa tentar? Lembre também que você pode misturar vários tipos de cortes e imaginar um diferenciado dentre esses ou tantos outros para criar algo ainda mais original e personalizado. Não existe tendência para escolher o que faz com que sua autoestima levante! E se der arrependimento? Cresce! E mais do que esse clichê: enquanto cresce, você pode descobrir no próprio cabelo, outros formatos que nem imaginava que poderiam agradar!

1. Bob cut: long bob ou chanel de bico  


Bob cut é o corte gradual, que é mais curto atrás e vai ficando mais longo na frente. Fica lindo com franjinha ou não (ou até com franjão), como você pode ver melhor abaixo. 


Para quem pensa em deixar o cabelo curto, mas não quer que aquele corte mais longuinho na frente (em "V"), que promete afinar o rosto, deixe de existir, essa é a melhor pedida! O bob cut realmente pequeno seria o chamado de chanel de bico. Já se você tem o cabelo enorme e quer apenas criar esse "movimento" para os fios, porém sem deixar em um tamanho radicalmente menor, o bob cut pode ser utilizado sendo o long bob. Longo ou curto, apesar de ficar mais visível quando liso, ele fica maravilhoso ondulado e/ou cacheado, sem perder o feitio básico do corte independente da adaptação feita. Fica arrumado mesmo quando "jogado" para qualquer lado, dando o mesmo ar de cabelo pequeno e mais comprido simultaneamente, independente de qual dos dois estilos prefira realçar.

2. Assimétrico 


O bob cut pode ser chamado por alguns de corte assimétrico, mas os que são, de fato, mais conhecidos dentro desse estilo, utilizam uma lateral do cabelo mais alongada do que a outra. Geralmente começam com um franjão mais longo ou com uma franjinha e uma parte maior em um lado do cabelo, com o resto dele em um formato de "U".


Saindo do liso mais comum, o corte assimétrico pode ficar maravilhoso cacheado ou ondulado (qualquer corte pode!), assim como utilizando a franjinha. A ideia de fazer cachinhos somente nas pontas pode também vingar!

3. Chanel: repicado ou reto


O estilo de cabelo repicado é o que mais utilizam quando a frase "quero dar um movimento nele" é citada. O chanel é aquele estilo de cabelo cortado na altura do queixo. Além do tipo que se encaixa no bob cut (primeiro corte citado aqui), que é o chanel de bico (aquele que faz o "V" maior na frente e atrás é mais curtinho), existem diversas outras formas de aproveitar esse tipo de formato, seja de uma maneira mais reta, em "U", ou repicando e não dando uma forma tão específica. O ponto que pode ser negativo no chanel repicado, é que ele não costuma ficar tão legal quando cacheado (isso para quem não gosta do cabelo muito cheio). Mas dar uma leve ondulada com o babyliss pode causar uma finalização legal, como você pode ver clicando aqui. Tudo depende do seu gosto! Nada é lei. Ah, e ele é aquele tipo de corte (quando liso) para você, sem dúvidas, poder sacudir a cabeça, permitir o vento forte passar à vontade e deixar esfregarem a mão na tentativa de bagunçar. Nada adianta: ele vai continuar lindo, porque o estilo dele já abrange essa "baguncinha arrumada". Uma ideia bacana é deixar o chanel um pouquinho abaixo do queixo, com as pontas para dentro, dando um pouco do efeito do chanel de bico.

4. Nos ombros: em camadas ou reto


Esse aqui é o melhor amigo do chanel! Você pode, inclusive, como indiquei no tópico acima, fazer um meio termo entre eles. O corte nos ombros é o ideal para quem quer cortar os fios e usar aquele franjão meio curvado. O repicado acaba sendo mais utilizado nos cabelos lisos, justamente pelo fato de "encher mais o cabelo". 

5. O chamado "joãozinho"


Para diferenciar ainda mais, você pode fazer um corte desse tipo mais alongado, próximo ao chanel, mas que pare nas bochechas. Ou pode também usar um franjão, seja ele daqueles que ficam "jogados para o lado" (mais curtinhos) ou entrando no estilo assimétrico. 

  • Inspiração: Penteados para os cabelos curtos. Por vezes só passar o babyliss ou alisar já muda o cabelo, mas e para prender? Separei algumas inspirações (abaixo) para vocês. Você pode ver um tutorial legal clicando aqui.


6. Masculinos: Médio — Acima dos ombros (com um pouco de repicado)


Antes de começar, uma pergunta deve ser feita: Você sabe o que é um lumbersexual? É um estilo que tem sido, em geral, super elogiado pelas mulheres (mas é claro que você só deve aderir se fizer você se sentir bem, acima de tudo). Para traduzir ao pé da letra, o nome é uma mistura de lumberjack (lenhador, em inglês) com sexual, denominando aquele tipo de homem que usa barba farta, e aí podemos acrescentar como exemplo uma camisa xadrez, jeans básico e coturno ou tênis de cano alto. Ou seja, um "despojado" que não deixa de se preocupar com a vaidade. Se você acha que esse estilo combina com você, a barba em conjunto com o corte mais longo, fica ideal. 

O corte médio e repicado é o meu favorito para indicar! Ele conta com partes mais curtas em cima (por vezes até podendo ser identificadas como uma certa "franja longa") e partes mais longas atrás. Ele ajuda para que o cabelo preso fique ainda mais charmoso! Já que os fios da franja acabam caindo levemente para fora da parte presa, o que também ocorre com o cabelo solto, dando um toque diferenciado. O cabelo acima dos ombros (porém grande) pode ficar sensacional para cabelos lisos, ondulados ou cacheados, tornando os lisos ainda mais lisos e os cacheados mais desenhados e um pouco mais "cheios", mas de uma maneira linda e chamativa.


Claro que existem também os mais longos ou os na altura dos ombros que são mais retos e não em camadas. O problema dos mais extensos é a trabalheira que dá. Mas aí que vem as dicas de como prender e cuidar dos fios longos!

7. Inspiração masculina para prender o cabelo grande: coques (os chamados de "coque samurai", que são os mais altinhos) ou rabos de cavalo


O coque samurai conquistou o mundo. E você já deve ter percebido isso. A cada semana que passa, um novo perfil no Instagram surge em homenagem ao "man bun", como é chamado em inglês, captando uma quantidade massiva de seguidores. O fato é que o coque samurai, como ficou popularmente conhecido no Brasil, viralizou, sendo aderido por diversos estilos masculinos (desde para alguns momentos mais formais, até para os mais "largadões").

Com um elástico para prender o cabelo, você pode fazer um coque ou um rabo de cavalo mais alto ou mais baixo, prendendo tudo ou deixando uma parte do cabelo para fora embaixo e amarrando a parte superior (da franja, por exemplo)  ou até fazendo o oposto. O diferencial do coque é que ele acaba ficando mais charmoso quando pega o cabelo inteiro, deixando, ainda, partes de baixo soltas e presas ao mesmo tempo. Como assim? O coque pode fazer com que o cabelo seja puxado para dentro do elástico em forma de "C", com isso, a parte que vai para dentro pode não ir inteiramente, ficando curvada com um pedaço para fora, logo, a parte solta não estará exatamente do tamanho original do fio, e sim, mais curta. Outra graça do coque é que ele pode também ser feito sem elástico (somente com as mãos, se o cabelo for grande o suficiente)! Quando ele é feito sem elástico, acaba ficando mais grosso.





Cuidados básicos: Pelo fato do cabelo masculino ser mais oleoso do que as mulheres, tenha cuidado. A oleosidade além de causar caspa, também faz os fios caírem. O ideal é utilizar um shampoo anticaspa para prevenção. O cabelo pode ser lavado um dia sim e outro não (como nós, mulheres, fazemos). É bom passar condicionador nas pontas, para não ressecar! Mas só nas pontas, certo? Se seu cabelo for muito fino, não é necessário usar o condicionador frequentemente. Uma coisa que já não era legal de ser feita mesmo com o cabelo mais curto, deve ser ainda mais evitada: usar boné com os cabelos molhados/suados.

  • Lembrete: para as mulheres, os coques altos sem prender todo o cabelo também são uma boa pedida! Seja com o cabelo mais curto ou mais longo!


Tem mais alguma dica relacionada a esses tipos de cortes? Já fez algum deles e tem experiências para compartilhar? Então não deixe de contar aqui nos comentários!

LEIA TAMBÉM:

1 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia. Tenho uma dúvida quanto a amarrar o cabelo como coque: percebo que, em fotos com modelo, permanece uma espécie de "topete", o que acho mais interessante do que o cabelo ficar completamente puxado. Qual é a técnica empregada para se fazer isso? Obrigado pela atenção e parabéns pela matéria.

    ResponderExcluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.