5 BANDAS INCRÍVEIS E REFLEXIVAS PARA CONHECER JÁ!

quinta-feira, janeiro 14, 2016


São inúmeros talentos soltos por aí, em cada um de nós. Todos esses talentos podem salvar a vida de alguém, podem fazer a diferença com uma reflexão a mais, um ato que desencadeia em uma série de profundidades para quem o receber, ainda que indiretamente. Um desses talentos mais preciosos, que tanto ajuda quem o comete como também quem o recebe/ouve/vê/lê é o de escrever. E quantas músicas com letras e melodias estão navegando pelo mundo e podem ter a carga emocional que você precisa agora para ganhar identificações e sensações de desabafos só por ouvir? Letras e sonoridades nos ajudam para que possamos ler mais sobre nós e sobre o mundo, entendendo melhor as nossas sensações e experiências com releituras mentais. Pensando nisso, separamos 5 bandas que compõem as próprias canções e que você, provavelmente, ainda não conhece, mas merecem a chance da sua atenção! São muitas poesias incríveis e alguma, com certeza, vai ter a capacidade de invadir a sua fase de vida.

  • Daughter



Esse é um trio de longa data, bastante reflexivo, costumado a utilizar tons de melancolias e certas revoltas em conjunções de diversos temas, mas principalmente, daqueles que nos lembram que através dos relacionamentos é que mais descobrimos pontos sobre nós mesmos, ou seja: é sempre bom correr o risco de ir de cabeça! Esses fatores são muito visíveis em músicas como Still (tradução: "Ainda"), a segunda indicada acima, que tem uma letra maravilhosa, poética, merecedora de uma futura análise por aqui, a qual retrata o acordar de um coração que estava cego em algo que fazia mais mal do que bem, algo que estava tornando mais frio e duro aquele peito, algo sobre o qual a pessoa tentou e ainda tenta, de alguma forma, salvar, porque existem verdades sentimentais ali, porém ainda assim, vai se desprendendo aos poucos por sentir a solidão da luta em prol da paz, e ela continua lembrando que não deve desistir de sentir, mesmo que já não lá, que não deve deixar de acreditar que existem mãos que aqueçam umas as outras, apesar dos gelos que foram postos em suas gargantas, e isso, inclusive, é o que a faz continuar tentando transformar aquela história em uma mais serena; é quase uma versão de Here Go Again, muito mais madura e que fala do durante e do que deve ser o depois, caso aquilo não vá mesmo para cantos mais saudáveis. Outra música que engloba tais tópicos doces e salgados em um certo equilíbrio é a Youth (que é o hino da banda, em tradução: "Juventude"), a primeira mostrada acima, que fala sobre sobre os jogos sociais e sentimentais que vivemos, tornando a si e ao outro mais frio, mais distante, assim como menos crentes, mais calejados. A letra aborda a sorte da inocência, de quem ainda permite a si sangrar, viver, mergulhar intensamente em tudo, lembrando de continuar sentindo independente das grandes mágoas e das "regras sociais" impostas até no momento de uma relação a se firmar. É, com certeza, uma obra excepcional! Nascida no Norte de Londres, Daughter é composta por Elena Tonra, a dona de uma voz existencialmente doce, Igor Haefeli, que encanta as músicas com poções a base de cordas no baixo e guitarra, e Remi Aguilella, que presenteia cada "poção" com batidas na bateria e percussão. São feiticeiros do folk-rock. Estão em atividade desde 2010 com o álbum If You Leave e quatro EPs, que agregam extensões ou conexões das canções do primeiro trabalho. Candles e Human são algumas das incríveis obras, e veremos em 2016 mais do trabalho deles, já que no findar de 2015 foram lançados dois singles "Doing The Right Thing" e "Number". O novo álbum, intitulado de Not To Disapear será lançado dia 15 de Janeiro e podemos esperar melodias semelhantes ao álbum anterior. Merecem futuras análises por aqui das letras e melodias, que acompanham maravilhosamente bem cada sentimento: sim ou claro?

  • Little May


A banda é composta por Liz Drummond, Hannah Field e Annie Hamilton. Três australianas que traduzem em melodias calmas a beleza de viver, com letras profundas e simples simultaneamente. É como se as garotas pegassem as negatividades e nos lembrassem, na maioria das vezes, dos pontos positivos que sempre vão estar em tudo, nas lições. Elas envolvem a cada ouvinte em uma certa esfera fantástica impossível de sair por inteiro após o findar das canções, Boardwalks é umas das músicas com essa capacidade, "não temos medo de quem somos, mas de que nos tornamos. E não temos medo do que está por ser quando esta estrada está apenas começando. Então vamos virar as costas e fechar as portas pela última vez, pegando de volta o que é meu". A música fala bastante sobre sempre lembrar do próprio caráter, de não deixar ninguém roubar seus princípios ou fazer parte dos principais ponto da sua vida sem compartilhar de valores como os seus. Ela aborda um relacionamento (seja romântico, de amizade ou do que mais preferir captar como inspiração e identificação) que estava sendo de tal forma, derrubando sonhos mais do que os pondo de pés, com uma pessoa sempre "saindo da cidade" ao invés de habita-la direito, e é aí que entra, metaforicamente, a explicação já dada acima. Home é um pouco mais pesada, porém a leveza não deixa de fazer morada e Seven Hours é a principal eleita do For The Company, segundo e último álbum lançado (até o momento), nascido em 2015, que tem recebido um feedback positivo por parte dos fãs e convites para tocar na Áustria e teatros da Austrália.    

  • Cage the Elephant


Os caras trazem uma atitude de Bowling Green, uma cidade no interior do Kentucky, e estão trabalhando duro na música desde 2007. A banda lançou Tell Me I'm Pretty, novo álbum, em 2015. A obra engloba músicas novas, mas na mesma pegada indie-rock dos trabalhos anteriores, sempre com melodias que acompanham bem os clímax sentimentais dos desabafos escritos. Os componentes já até colocaram os pés em solo brasileiro, mas isso foi em 2012 no festival Lollapalooza. São quatro álbuns nas costas: Come a Little Closer e Cigarette Daydream são algumas das super incríveis e intensas canções da banda, no entanto, as mais eleitas pelo público são Ain't No Rest For The Wicked e Trouble (acima), que fazem parte do novo álbum. As letras do grupo tendem a ir desde reflexões amorosas até reflexões sociais, mas principalmente, em todas as letras, podemos encontrar fortes ideologias sobre autoconhecimento, sobre buscar melhor captar a própria essência e reaver erros, sem arrependimentos, dando valor a todas as crenças que levam ao "tudo vai fazer sentido". Em Trouble, esses traços ficam bem aparentes na parte lírica, exibindo a ideia de alguém repleto de bloqueios que deseja que um amor dê certo, para então, com a intimidade conquistada, sentir que pode derrubar tais muros. É o desconfiar tapando o coração humano e fazendo com que, através da falta de fé inicial, do medo tremendo de ir em frente, possa perder a chance de, finalmente, viver o que tanto esperou. Não adianta buscar alguém aberto para que você possa confiar, se você não abre a porta mostrando-se confiável, apenas porque outros "problemas" calaram suas comprovações.

  • The Jezabels


Composta por quatro integrantes: Nik Kaloper, na bateria e percussão, Samuel Lockwood na guitarra, Hayley Mary com seus poderosos vocais e Heather Shannon estando responsável pelas passagens fantásticas do sintetizador e teclado, a banda escreve letras metafóricas e incríveis, geralmente bastante inclinadas para temas românticos, com estilo classificado como rock/indie-rock. Algumas das maravilhosas músicas são Hurt Me (que merece uma análise completinha e fala, principalmente, sobre o masoquismo em uma paixão), A Little Piece e Easy to Love (acima), que é como uma extensão de Hurt Me, agregando a ideia da cegueira em um relacionamento que não leva os valores que a pessoa gostaria, e ela continua tentando fazer com que isso possa ser remodelado, até que afunda e não reconhece sequer mais de si, porque passa a ser o que não é, por tentar fazer o outro ser o que gostaria que seguisse seus princípios. A letra ratifica o fato, implicitamente, de que não adianta dar terceiras chances quando o caso é diferença de valores, tais ideologias são encontradas no texto da Brunt: Não sofra tentando explicar. O quarteto está em atividade desde 2007 e durante a jornada lançaram, até então, dois álbuns e três EPs. O terceiro álbum da banda será lançado dia 12 de fevereiro deste ano, chamado Synthia, e ele já tem um single, o Come Alive.

  • The Neighbourhood


The Neighbourhood (chamada também de "THE NBHD") é uma banda americana e alternativa de rock, formada em 2011, na Califórnia. Os componentes são o vocalista Jesse Rutherford, o guitarrista Jeremy Freedman e Zach Abels, além do baixista Mikey Margott, e bateirista Brandon Fried. Após os lançamentos de três EPs, "I'm Sorry...", "The Love collection" e "Thank You", The Neighbourhood lançou o primeiro álbum, "I Love You", em 23 de abril de 2013, pela gravadora Columbia Records. Em novembro de 2014, lançaram o mixtape intitulado de"#000000 & #FFFFFF". Um novo álbum foi lançado em 30 de outubro de 2015. E em meio a tamanha caminhada que parece ir, gradualmente, escalando montanhas, a banda agrega muitas letras de temáticas românticas, como a música Prey (acima) confirma, falando sobre as dúvidas que ficam entre dilemas de "cedo" ou "tarde demais", acabando por arruinar detalhes do presente, comprovando que pouco existe isso de "fase correta" para amar, que quando vem o sentimento, é apenas questão de sentir e deixar entrar, que o resto é desculpa, é não querer mesmo, e não um "não poder". E esses tipos de clichês românticos são bem abraçados pelo grupo, com letras diretas, leves toques de metáforas e muitas portas abertas para identificações!

Já conhecia alguma das bandas indicadas? O que acha das letras e melodias? Tem mais alguma banda para indicar que, provavelmente, muita gente não conhece? Então não deixe de emitir suas dicas e opiniões aqui nos comentários!

LEIA TAMBÉM:

28 COMENTÁRIOS

  1. Uau! Quantas bandas incriveis. Estou chocada por nao conhecer nenhuma. Fiquei completamente apaixonada pela Daughter, que letras lindas! E a Brunt sempre explicando as letras e nos fazendo refletir, mesmo quando a postagem é mais de indicação, nao é? Adoro isso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Lice, que enorme alegria por ler esse seu comentário! Adorei saber que gostou. A Daughter, assim como as outras, tem letras maravilhosas! As poesias são incríveis e as melodias acompanham de forma extraordinária cada sentimento, não é? Não aprofundei muito sobre cada letra e metáforas até nas sonoridades, porque quis deixar aberto para que explorem ao máximo e interpretem com análises próprias, mas em breve teremos mais aprofundamentos desse tipo por aqui, viu? Muito obrigada pelo carinho! Espero que as bandas tenham servido não só como descobertas, mas como inspirações.

      Excluir
  2. Amo Daughter <3 Logo também terá um post com algumas bandas e músicos alternativos. Acredito que eles precisam de um pouco mais de espaço para mostrar seus trabalhos incríveis. Daughter é incrível, desde as letras, até o ritmo das músicas. Candles é minha predileta. Beijos!
    http://porbrunareinert.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daughter é incrível mesmo, Bru! Adorei saber que vai fazer uma postagem apresentando ainda mais artistas maravilhosos assim, viu? Manda o link depois aqui! Vou adorar ler! Essas vozes merecem ser muito mais ecoadas. Cada letra maravilhosa e melodia que acompanha nos ajudam a descobrir mais dos nossos próprios sentimentos e isso é tão valioso. Esses reais ARTISTAS merecem nossos impulsos, lembrando ao mundo que artista e celebridade são coisas diferentes, que podem ser complementares ou afastadas. Artista nos ajuda, entra nas nossas mentes e corações e causa novas leituras feitas por nós. Adorei ler o seu comentário, viu? Candles é linda! E espero ver mais opiniões suas por aqui!

      Excluir
  3. Brunt sua diva das galaxias!! Ameeeeeiiii! É tao bom conhecer novos artistas. Nao sabia de nenhuma banda e o melhor é que voce sempre traz os melhores conteudos, liga pra letra (obvio ne, vc é escritora kkkkk), liga pra qualidade das mensagens. Tudo lindo e ja vou baixar varias das musicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, sua diva das galaxias! Amei o seu comentário! É tão bom saber que pôde conhecer novos incríveis artistas através deste cantinho que também é super seu! As letras e as melodias são complementos intensos da realidade de uma obra musical. A poesia da música é que vai causar as nossas identificações e reflexões maiores. Melodias podem ter também metáforas incríveis acompanhando as palavras, e por isso é válido analisar tudo em conjunção. O mais importante é "tomar a música para si", assim como tomar um texto, um poema, uma frase, refletindo sobre a própria vida e o mundo. Espero que esses grupos maravilhosos e intensos possam invadir sua mente e coração agregando muitas reflexões assim, viu? Um super beijo e, em breve, teremos mais análises por aqui!

      Excluir
  4. oi, oi.

    te juro que não conhecia nenhuma dessas bandas, mas super AMEI o som de The Jezabels. a voz da guria é tão doce... me lembrou até as músicas do filme "one day", q vc deve conhecer. <3

    vou já baixar a discografia deles. amei. mesmo!

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, aquela voz é maravilhosa, aqueles tons são tocantes demais e aquelas letras são do tipo que sempre ganham pedaços da nossa realidade, não é, Adri? The Jezabels é maravilhosa! Adorei saber que gostou e que irá explorar mais canções. Sou louca demais pelo filme One Day, inclusive, na minha lista de filmes favoritos, que já postei por aqui, é uma das obras super inclusas. Vou até procurar mais músicas do filme. Obrigada por trazer a inspiração! Adoro receber seus comentários com dicas maravilhosas, viu? Um super beijo!

      Excluir
  5. AMEI as indicações, esse é o tipo de musica que mais amo escutar!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria imensa por saber que encontrou identificações nas melodias, Lí! E espero muito que nas letras também, e principalmente. São maravilhosas poesias que, sem dúvidas, terão pedaços seus. Espero que cada indicação tenha servido para que reflita bastante e ganhe desabafos próprios ao ouvir. Um super beijo, sua linda!

      Excluir
  6. De todas essas que foram citadas no post, a única que eu conheço é The Neighbourhood, quanto as outras já vou abrir o Spotify para conhecer melhor. Adoro esse tipo de música que nos permite refletir.
    Beijos

    http://luadefevereiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, Giu! Que maravilha saber que pôde conhecer novos artistas incríveis e canções intensas e belas pela postagem, e maravilhoso também é saber que alguma que já conhecia está inclusa. Espero que as letras e melodias possam invadir seu coração, agregando muitas identificações, viu? São bandas incríveis e podem trazer o que precisamos para sentir alguma leveza na fase em que estamos. Um super beijo!

      Excluir
  7. Não conhecia nenhuma das bandas, mas amei! Às vezes me pego enjoada de ouvir o de sempre e fico caçando coisas novas, mas é difícil encontrar bandas tão boas quanto as que vc indicou. Adorei!
    Beijão!
    JuliethSilva.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Fico tão feliz por saber que gostou assim, Ju! São artistas incríveis, não é? O mais maravilhoso é saber que eles escrevem cada pedacinho dessas canções, que são sentimentos tão verdadeiros para que possamos mesclar com os nossos. Espero que possa conhecer mais e mais dessas bandas intensas e que sirva de porta para mais e mais deliciosas descobertas. Um super beijo e espero ver mais opiniões suas por aqui!

      Excluir
  8. Quantas músicas linda, leves e que parecem levar a gente :3
    Amei conhecer todas e já estou escutando *-*
    beijos
    Ganurb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, exatamente essa sensação que tenho, Bru! Mesmo quando são nascidas de sentimentos mais pesados, de certas revoltas, elas descarregam as nossas próprias possíveis dores através das identificações, causando levezas de qualquer maneira pela forma poética e intensa que captam de abordagem para tudo, não é? Fico muito alegre por saber que apreciou essas bandas incríveis. Espero muito ver mais opiniões suas por aqui, viu? Muito obrigada por compartilhar suas sensações. Um super beijo!

      Excluir
  9. Oi linda! Confesso que não conhecia nenhuma das musicas, mas já gostei de cara. Vou deixar tocando aqui! :)
    Um beijo!

    Blog Impulso Feminino
    Facebook
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Thai, são maravilhosas! O mais bacana é prestar atenção nas letras e permitir que possamos encontrar pedaços das nossas experiências nelas, serve como um denso e incrível desabafo. As melodias acompanham cada sensação de forma intensa e é uma delícia. Espero que adore! E espero também ver mais palavras suas por aqui, viu? Um super beijo e um super sucesso para o seu cantinho!

      Excluir
  10. Eu não conhecia não, nenhuma dessas bandas. Obrigada por me apresentar.rsrs Adorei o cenário do clip da Daughter. E amei a banda Little May.
    bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ci, obrigada a você por trazer essa alegria para o meu dia. Adorei saber que apreciou essas bandas maravilhosas que compõem incrivelmente. Os cenários de Daughter são intensos, não é? Condizem muito com as emoções ditas nas letras, aprecio demais isso. E a Little May parece limpar nossas agonias, não é? Dá uma leveza tremenda. Adoro! Espero que essas músicas possam servir como descarregos e inspirações, viu? Um super beijo!

      Excluir
  11. Estou pasma! Não conhecia nenhuma! hahahahahaha e amei, vou pegar as músicas <3.


    Beijos


    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando fui conhecendo as bandas também fiquei assim, Li! Pasma total por não ter ouvido antes. Cada letra carrega algum pedacinho possível de encaixar nas nossas próprias vivências e é uma delícia sentir tantas identificações com facilidade. Espero que cada música possa servir como inspiração e maior leitura sobre si e o que tem vivido, viu? E espero também ver muito mais opiniões suas por aqui! Um super beijo!

      Excluir
  12. Gostei das indicações amore. Conhecia nenhuma dessas acredita. Adoro ouvir músicas para refletir.


    www.blogbiancasales.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, Bia! Fico tão feliz por saber que apreciou essas artes intensas. Elas são maravilhosas para que possamos carregar as letras nos nossos peitos, fazendo trilhas sonoras para diferentes momentos densos. É uma maravilha de ver bandas que compõem de formas poéticas assim, não é? Espero que cada música possa servir como porta para alguma identificação, releitura e inspiração, viu? Adoro ver seus comentários por aqui! Um super beijo!

      Excluir
  13. Caraca, me sinto mal quando fazem posts de musicais e eu não conheço nenhuma das sugestões hahaha.
    Eu adorei a Daughter, músicas muito profundas e de reflexão <3

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é uma delícia conhecer artistas novos que são tão intensos, escrevem as próprias letras e nos levam a reflexões maravilhosas, não é, Bá? Adorei saber que gostou! Daughter é uma lindeza mesmo! Fico emocionada ao observar como cada letra pode receber um encaixe nas nossas realidades, porque as poesias deles abrem inúmeras portas de lições aprofundadas. Espero que as outras bandas também possam ganhar cantinhos do seu coração. Um super beijo!

      Excluir
  14. Eu não conhecia nenhuma, mas depois desse post maravilhoso quero muito conhecer. Obrigada ❤
    Beijos, www.sahsant.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Sa linda! Adorei demais saber que gostou, viu? Fico tão feliz por saber que ganhou conhecimento sobre novidades tão deleitosas através da postagem. Espero muito que cada uma das músicas e bandas indicadas possa levar você a uma maior releitura sobre si, sobre o que deseja, sobre o que tem sentido. E espero também que possa continuar acompanhando por aqui e emitindo muitas das suas opiniões! Um super beijo!

      Excluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.