LINKS FAVORITOS DA SEMANA #10

sábado, agosto 26, 2017

https://unsplash.com/search/notebook?photo=ghW_jLS8eAw

O retorno. O entorno das rés. As releituras que formulam novas leituras e, assim, escritos. A necessidade da pausa. O lembrete de que não fazer é também estar fazendo e de que estar fazendo, sem exatamente exibir enquanto está em coleta de si, é algo preciso para não fazer sem o feito que está sendo e-feito. O (re)conhecimento de que olhar pela janela antes de sair pela porta ajuda a saber melhor por onde ir. O saber abdicar para não ser quase. A forma de solidificar a essência através da mudança que chega para continuar o mesmo. A evolução que só vem das revoluções. A ré, o nó, o só para não ser somente. A entrelinha do que retorna ao ser retorno. O propósito.

Digito tais pontos, os costuro como introdução, porque preciso, antes de qualquer detalhe, ir explicando sobre o tempo que passou, sobre os porquês que só surgem para quem os busca, sobre o sobre. No final desta postagem existe uma curta mensagem sobre o renascimento e o prosseguimento da essência deste nosso canto. Estarei compartilhando, obviamente, os escritos confessionais e as análises, entrelinhas e indicações de filmes, séries, músicas (como é o caso de Barquinho de Papel), clipes e todos os conteúdos bacanas que encontrei e intensifiquei em mim durante a pausa ocorrida. Estarei explicando a pausa neste decorrer. Estarei. Sempre estive. Estou.

E para (re)iniciar os compartilhamentos e os mergulhares, fazer um compilado já serve como ajuda para subtrair um pouco da ânsia que fica naquele querer: o querer colocar aqui, de uma só vez, tudo o que tenho guardado. Foram tantos achados que estavam dormindo em mim, tantos, que não cabem apenas os da última semana, mas sim dos últimos tempos. Logo, com vídeos, matérias e links diversos, que misturam indicações para refletir visualizando, ouvindo, re-lendo e interagindo, é que voltamos para o nosso singular plural.

"Às vezes, a única maneira de seguir em frente é parando de mexer-se, segurando firme, ficando imóvel por um tempo e decidindo que não importa o que aconteça, não importa o quanto isso machuque, você está exatamente onde precisa, onde vai querer ter estado". (Being Erica)







1. Site para ler revistas e livros gratuitos [e/ou para postar a sua obra]

"Aceite o que não pode mudar. Mude o que não pode aceitar". Toda arte, é arte apenas quando feita pela honestidade e necessidade brotada de um âmago que passa a captar melhor de si e dos arredores ao expelir análises, desabafos. Mas, apesar dos pontos tão individuais, toda arte, melhor ressaltando, tem ainda, em suas funções, a do desejo de ser obra que parte, que é repartida, que não é só de quem a fez. Uma frase que você escreveu e, após, já não viu como mágica ou profunda, pode ser a grande metáfora que introduzirá em outra vida, a coragem de ser e desvendar. E é com esta noção da importância do compartilhar, do conhecimento de que, conhecimento sem ser lançado de alguma forma, sem ser transmitido e partilhado, não é conhecimento, é que apresento o primeiro link da listagem.

O Issuu é um serviço online indicado para aquelas pessoas que já sonharam em ser editores de revistas, para os que são escritores e desejam publicar um livro de forma independente ou para quem simplesmente deseja organizar informações em textos e disponibilizá-los.

É possível encontrar uma gama extensa de formatos e produtos, além de uma larga variedade de categorias para fazer as buscas. O endereço abraça temáticas que vão desde arte, ciência, decoração, família, entretenimento, espiritualidade, educação e esporte até feminismo, gastronomia, hobby, empreendedorismo, psicologia, saúde, sociedade, tecnologia e viagem, além de outros quesitos e gêneros variados de livros.

Existem três planos pagos dentro da ferramenta, que são necessários apenas para quem publica livros e revistas de autoria própria, o que permite obter estatísticas de visitantes e solicitar remoção de anúncios, ou seja, os que acessam apenas como leitores não precisam de tal preocupação. É possível fazer uma conta gratuita e acessar os projetos.

Durante a leitura de um conteúdo, é possível compartilhar e salvar o material, mas não é possível baixá-lo, por conta dos direitos autorais. A busca por um conteúdo também é descomplicada: há filtros por idiomas, relevância e sensibilidade para menores de idade. Apesar de sua interface estar disponível apenas em inglês, a ferramenta é bastante intuitiva e contém produtos diversos em português.

2. Sites com utilidades e reflexões sobre diversidade / Terceira edição da Revista Soul

Ainda em conexão com o primeiro link, apresento aqui um projeto belíssimo que está no Issuu e surgiu durante o meu curso de Comunicação Social (com enfoque em Jornalismo). Os estudantes do quinto semestre, no qual eu estava inclusa no começo de 2017, produziram a nova edição da Revista Soul, que agora vai para a quarta temporada com novas pautas, mas sempre com uma linha editorial firme. O produto digital (gratuito) reúne matérias que refletem o engajamento nas questões de gênero e diversidade, disseminando, em todos os teores, o ponto mais básico do sentido de respeito: de não fazer com o outro, o que não gostaria que fosse feito consigo.

Nesta edição, a reportagem de capa trata sobre as 56 identidades de gênero. Além das tantas temáticas reflexivas e abordadas em cuidadosas apurações, a revista ainda conta com entrevistas e dicas diversas, como é o caso do garimpo que tive o prazer de fazer sobre sites/blogs que aglomeram utilidades singulares adentradas em tópico de diversidade (é possível conferir o garimpo nas páginas 20 e 21).

Os sites incluem debates, cursos, downloads de livros, vídeos e outras tantas possibilidades que visam empoderar deficientes, mulheres, negros, todos. Todos os que merecem a mesma estima que qualquer outro. São chances de mergulhar em universos que disseminam mais evolução e suporte entre os seres os humanos. Pega o barquinho para ser navio.


O lar literal da Linzmeyer é repleto de poesias. Um buraco na parede não foi fechado, assim como nenhum é completamente tampado dentro de cada um de nós. Tudo deve ser relido, e foi com esta noção que a Bruna, aproveitou a parede quebrada que ali estava e, ao invés de um conserto, o fez ser transformado em maior metáfora ao escrever ao seu redor 'Look inside' ('olhe mais afundo', em tradução livre). Essa lógica com mergulhos intensos e reflexivos é seguida em cada canto da casa, a qual aproveita do besouro para ver o ouro. A beleza oculta, que está em tudo, em cada sentido que vem no dê pois, é aproveitada em cada pedaço do ambiente, como deve ser feito em cada caminhada.

A inspiração traz visões que vão para muito além de tópicos decorativos, é um livro de poemas bem ali, assim como é possível captar e formular em todos os âmbitos. É sobre observar uma cicatriz e enxergar a força que ela trouxe e a sutileza de, a partir dela, lembrar ainda mais que maturidade é não desistir de sentir. Por estas e outras, indico imensamente que o vídeo que está na postagem do link indicado seja também visto. Nele, a Bruna aborda sobre como uma mancha em uma mesa não é uma desvalorização, é o oposto. É lição. É sapato sendo carro. É poesia.

4. Categorias extras da Netflix: Dramas biográficos sempre atualizados

Lá vem as indicações! Alguns dos meus filmes de estimação são cinebiografias ou obras baseadas em fatos reais, como são os casos de: Apenas Uma Chance, 127 Horas, Magia Além das Palavras e A Travessia. Todos já foram analisados por aqui. E não é que tal ponto seja de extrema importância para que reflexões intensas e linhas poéticas possam ser estimuladas, afinal, qualquer criação é feita a partir de um universo de autoconhecimentos. Um roteiro fictício, por exemplo, pode ser um grande compilado de lições e experiências pessoais do autor que o formula, como é o caso da saga Harry Potter (merece algumas análises por aqui, não é mesmo?), que contém diversas entrelinhas e afins sobre aprendizados e vivências da J.K. Rowling. Mas não posso negar o quanto sou encantada por digerir histórias que são metáforas formuladas por caminhares de pontos literais. E é a partir do fator em questão, que fico caçando biografias. Então, temos aqui neste ponto da listagem, dois links: um que traz variadas categorias da Netflix que não estão diretamente disponibilidadas ao acessarmos a plataforma e outro que nos leva diretamente para a categorias de dramas biográficos.

Há dois anos atrás (porém, só fui descobrir neste ano), aproximadamente 1.200 livros da biblioteca particular de Fernando Pessoa foram disponibilizados na internet para consulta online. A digitalização do acervo foi feita pelo Centro de Linguística da Universidade de Lisboa. Os livros de vários gêneros e idiomas, no formato PDF e JPG, trazem dedicatórias, anotações, assinaturas, notas, diagramas, poemas e escritos diversos do autor.


Cinco escritores compartilham dicas sobre processos mais produtivos e proveitosos de escrita. Cada lição emitida é baseada em experiências pessoais. A escrita como arte, como forma de desabafo, não deve estar presa em regras ou gaiolas que possam sufocar o que deseja ser dito com neologismos e afins, mas aprendizados e aberturas para testes com novas opções podem, inclusive, abrir a mente para uma releitura própria mais intensa, para a descoberta de um sentimento ainda não expelido, para algo que estava morando nas cordas vocais e aguardando uma nova maneira de pensar para que viesse ao mundo naturalmente. Não que eu concorde, portanto, com tudo que cada um dos autores traz no compilado, mas pela valorização de formas diferenciadas do fluir, e pela noção básica de que escrever é estar lendo mais do que diz  e estar lendo é nunca negar saberes , deixo a indicação.


Um dos formatos jornalísticos que mais causa apreço em mim. Grandes reportagens são como cinebiografias, repletas de teores literários, com formas mais poética aqui e acolá, além de aberturas para lançar reflexões com entrelinhas mais amplas e com personagens literalmente verídicos. A listagem enriquecedora dos cincos livros indicados, traz um compilado com novos olhares dados a assuntos tidos como desgastados: já que reler é reformular, e é sempre aprofundar e inovar. As obras arrecadam lições que podem ser vistas como analogias e metáforas ao tratar do descobrimento e valorização de personagens diversos, atracando aí também uma noção 'efeito borboleta'. São uniões de histórias que formataram grandes reportagens e de diferentes técnicas de entrevista, pesquisa de campo e observação.


Um grupo de fotógrafos foi convidado para um estúdio vazio. O pedido indicava que cada um fizesse uma sessão de fotos no local que não tinha objetos, modelos e (aparentemente) nada para fotografar. Eles não podiam tirar selfies e tinham que criar mensagens em imagens usando as próprias imaginações. O resultado nos leva para o que significa o principal fundamento e encanto da poesia: o enxergar além no literal, o observar que algo significa e explica outros algos de maneira sempre além, mas somente para quem busca captar que o mais fundo está na superfície, para quem capta que o simples é complexo e o complexo é simples, para quem lembra que os porquês surgem para quem busca evolução. Um relógio pode ter muito mais funções do que exibir as horas, pode significar um mar de lições sobre o tempo, assim como pode ser metáfora sobre como um círculo em volta do braço pode ser um guia, levando ao ponto de que liberdade só existe com limites combinados/conversados. Um carro pode falar sobre a importância de ficar parado para seguir em frente, uma rua pode falar sobre como não escolher já é estar escolhendo. O ciclo de conexões não param. Tudo pode ser pó, ou cia. Depende do olho, não da caligrafia.

9. Dicas e tutoriais de tecnologia: Site 1 / Site 2

Meios tecnológicos nos levam a grandes portas com fortes gretas. São pontes para descobertas de conteúdos, para meios de autoconhecimento, para reflexõs sobre os arredores, para debates engrandecedores, para alimentar, reler e reformular o que foi escrito no fundo do caderno. O aprendizado de como utilizar, reutilizar, reaproveitar ou guiar de maneiras diferentes um aparato, pode ser a chave para uma sessão de descobertas intensas. Nenhum saber é inútil, tudo depende do direcionamento e do saber enxergar como além do que já vem colocado. E foi buscando tirar algumas dúvidas dentro desses aspectos que acabei separando na aba de favoritos dois sites com curiosidades e tutoriais sobre a temática.


Trocas de produtos podem gerar processos de trocas evolutivas imensuráveis. Reorganizar o guarda-roupa não é perder o que vai ser doado, mas sim aumentar as bagagens com o que vai ter espaço para ali agora estar. Os cinco sites indicados no link trazem opções assim, que levam para muito além da possibilidade de 'ganhar uma grana extra', mas abordam ainda formas diferenciadas de conhecer lojas que podem ter propósitos interessantes (como são os casos das marcas com projetos repletos de valores críticos/reflexivos que já indiquei aqui), além de outras temáticas, como ainda a chance de ampliar ciclo de amizades e, consequentemente, de trocas de ideias e ideais, ampliando horizontes.


Assim como o Razões Para Acreditar, que já foi indicado por aqui, o Hypeness tem como princípio fortalecer o otimismo das pessoas, impulsionando possíveis melhorias a partir de maiores ciclos de gentilezas. Fico encantada com a singeleza de diversas das matérias, as quais englobam desde artes poéticas e com belíssimas mensagens até casos esporádicos que costumam mesclar humor, leveza e bondade humana. Nada melhor do que abrir o portal após sair dos bombardeios de pessimismos e/ou de absurdos/tragédias que ocorrem diariamente e entristecem horizontes – ainda que precisem das publicações para abrir olhos e mentes. O Hypeness ainda conta com categorias como empreendedorismo e viagens, trazendo dicas inspiradoras.

https://unsplash.com/photos/9N7rxECSqLQ

GARIMPO DO FACEBOOK

Além das descobertas dos links repletos de reflexões e meios evolutivos, o Facebook também trouxe acréscimos interessantes e intensos, com teores poéticos e críticos, que foram parar nas minhas barras de favoritos. Os conteúdos trazem metáforas e pontos de reflexão além do literal. Lembremos de navegar nas entrelinhas, fazer analogias e captar metáforas:


2. Vídeo: Discurso da J.K Rowling / Confira a versão completa clicando aqui 




E então, já tinha acessado alguns dos links? Quais reflexões somáticas pôde atingir sobre eles? Encontrou mais algum link durante a semana que invadiu as suas reflexões? Não deixe de emitir as suas dicas e visões nos comentários. Vamos papear! Estava morrendo de saudade.


RECADO PARA OS SEM QUASES

Durante cada um desses meses, a cada dia, estive deixando em minhas atitudes diárias, em forças nas derrotas e em cada novo escrito, a minha gratidão. Gratidão que está em cada pedacinho do meu cotidiano e em cada descoberta e captação de um novo conteúdo, gratidão por e para cada um que aguardou durante este tempo de pausa, para você que não abandonou as nossas trocas evolutivas, que enviou mensagens inspiradoras e que parou para reler e, assim, inovar.

O Sem Quases vai voltar aos poucos, por enquanto com postagens em dias aleatórios. Após, a programação estará sendo regularizada novamente, com uma quantidade máxima de dias entre cada postagem (como tínhamos). Quando o momento chegar, teremos avisos por aqui. As frases da Frase do Dia, no entanto, terão novamente as renovações diárias.

O meu muito obrigada a você que esteve e está: por entender além, por continuar aqui, por captar que quem não sabe abdicar em alguns momentos de certos pontos, vira quase em vários deles. Obrigada por matar os quases comigo.

LEIA TAMBÉM:

29 COMENTÁRIOS

  1. A rainha das análises voltou! Van, acompanho seu blog faz tempo e tava aqui sempre esperando o retorno. Você tem uma entrega diferente de qualquer uma que já vi. Precisamos do seu olhar poético e dessas dicas tão ricas. Tô com todas as abas abertas aqui. Fiquei louca pela casa da Bruna, e com a sua visão ao falar sobre, tudo fica ainda mais incrível! Tô pirando aqui também com o discurso da JK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que lindeza mergulhar em cada uma das letras que trouxe com tamanha entrega, Lu. Que delícia sentir que sempre esteve, que mergulha nos sentidos deste nosso canto, que torna a mim, a si, e a todos, assim, maior. O propósito das trocas evolutivas, da busca e aprofundamento de entrelinhas, que ocorrem de formas ainda mais intensas e úteis através da grandiosidade das nossas conexões: são pontos assim, são metas assim, que nunca fizeram com que daqui o meu âmago saísse. Apesar do tempo dado (o que já não farei mais de tal forma), que foi necessário por uma fase repleta de novas caças e descobertas, chego maior e recuperando agora um pedaço que gritava em mim, graças a você e a cada um que doa de dentro. Esses olhares seus, esses pontos que molham, assim como trouxe a empolgação com a poesia da casa indicada e com um discurso tão intenso (que tem conexão com uma obra que é repleta de metáforas deleitosas), são visões que engrandecem e formulam releituras e inovaçõs nas minhas. Obrigada, imensamente, por matar os sem quases comigo. Vem aqui que quero abraço! Ops. Já demos o maior do mundo: o das mentes.

      Excluir
  2. cada dica maravilhosa de link, gostei mt deles, vou conferir a maioria desses com certeza

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lí! Que lindeza sentir o seu mergulho e saber que vamos estar ainda mais em conexão e em trocas evolutivas a partir de cada um desses tópicos. Todos trazem reflexões, críticas e intensidades poéticas que vão além das utilidades literais (assim como tudo na vida para quem sabe enxergar as pétalas dos espinhos, não é?). Espero que eles possam formular teias e meios de autoconhecimento e releituras a mais para você. Obrigada por ir ao fundo e lembrar que só ele faz tocar no chão.

      Excluir
  3. Adorei os links, esse do cinema é fantástico,já estou conferindo!!

    Beijos
    Mari Dahrug
    https://www.rabiskos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari! Que delícia sentir o seu mergulho por aqui. É muito bacana um projeto para que possamos economizar e curtir artes sem deixar de estar em teores justos, não é? Fiquei louca pela proposta desde quando soube. Espero que os demais conteúdos possam também formular meios de releituras a mais para você. Obrigada pela intensidade.

      Excluir
  4. seu post foi bem completo, teve tanta coisa, adorei o issuu. Ainda sou nova nele mas já gostei. Um beijo

    www.lecharmefrances.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Ana! Que maravilha sentir que chegou expelindo intensidades por aqui, que veio abrindo espaço para as nossas trocas evolutivas. O Issuu é uma lindeza! Fico tão alegre por saber que está navegando por algo tão enriquecedor. São projetos belíssimos os que já encontrei por lá, com temas importantes e que disseminam mais noções de respeito. Espero que possa publicar algo também. Caso publique, manda aqui que vou correndo conferir, viu? E espero que as demais indicações possam também fazer, de alguma forma, morada em você. Um super beijo!

      Excluir
  5. Saudade dos seus posts Vanessa, você é minha escritora preferida, qualquer publicação sua é extremamente bem feita. Amei todos os links! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Ka! Vem aqui para um abraço esmagador? Quero apertar muito você! Que saudade que eu estava das nossas trocas evolutivas, das suas visões mergulhando nas entrelinhas. Que delícia sentir o seu mergulho contínuo por aqui. Saber que as minhas palavras fazem mesclagem no seu interior e que os meus desabafos e olhares tocam assim os seus, é receber tesouro infinito, é impulsonar o pé, é tópico sobre ficar. Espero que os demais conteúdos possam também formular meios de releituras a mais para você, para nós. Obrigada pela intensidade, por matar os quases comigo.

      Excluir
  6. Gosto muito do Hypeness e gostei do item 3 também!
    Gostei muito da sua escrita.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa quantos linksssss adorei!
    O vídeo dos fotógrafos pela Cannon foi sensacional e a criatividade do último participando tirando as roupas e jogando no ar foi maravilhoso...ele pensou rápido.
    Que profissão linda!!! Até compartilhei no twitter esse vídeo!

    Beijinhosss ;*
    💻 Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
  8. Olá, Vanessa.
    Gostei das dicas. Acho que não conhecia nenhum dos sites, mas achei alguns bem interessantes.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Os links da semana é mesmo uma das categorias mais bacanas que tu faz :)
    Vou visitar os que me interessei. Obrigada.

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
  10. ahhhh que saudade que eu estava de você e dos seus posts Vanessa <333 Tô bem feliz que voltou a trazer seu conteúdo e dividir com a gente! ja fui dar uma olhadinha na dica de dramas na netflix, um dos meus gêneros favoritos de filme! beeeijo e não suma de novo, ainda não matei a saudade haha

    ResponderExcluir
  11. Alguns dos títulos me interessam e muito <3

    mariasabetudo

    ResponderExcluir
  12. Minha poetisa favorita de volta! Aleluia! Brunt, fiquei louca com todos os links, mas claro que morri mesmo depois de ler suas análises sobre cada um. A casa do terceiro link é a cara do Sem Quases e de tudo o que adoro, é poesia pura e com você falando sobre ficou mais bonita ainda. Tudo vira poesia em suas mãos. Obrigada a voce, por voltar pra alimentar nossas almas !

    ResponderExcluir
  13. Que genial o vídeo sobre a saúde mental!!! Brunt, o seu blog é o meu favorito, você é a minha poetisa favorita e estava morrendo de saudade dos seus textos e das indicações, porque tudo o que você produz é poesia. Acho muito bonita e diferente a forma como você enxerga e passa pra gente as ~entrelinhas~ das coisas (como você mesma chama). Vou devorar todos os links que ainda falto. Não demore mais assim não, viu? Não tem blog como o seu no mundo.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Van!
    A casa da Bruna é maravilhosa!
    Adorei as dicas.
    Bom te ter de volta. Não suma não.
    Bjão
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Vanessa, que bom te ver de volta no blog! Sempre indicações muito bacanas por aqui. Eu gosto muito do Issuu, descubro várias publicações interessantes por lá cada vez que visito. Um beijo querida. :*

    ResponderExcluir
  16. Ótimos links, adorei. Mas a casa da Bruna não faz meu estilo não, não conseguiria viver em um ambiente assim rs Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  17. Amei os links, obrigada por compartilhar :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Que links maravilhosos! Já abri todos, mas essa "Casa do Fernando Pessoa" foi minha preferida!
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  19. Oi vanessa!

    a Bruna linzmeyer é linda e sempre a admirei pelo exterior. Mas depois da novela atual e de ver um pouco mais sobre as opiniões dela, eu passei a admirá-la também pelo interior. A menina é cheia de poesia e acho que é o que corre em suas veias ao invés de sangue, sério.
    seja vem vinda de volta e aos poucos, Vanessa. Sinta-se a vontade rpa ficar entre nós <3

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Van, tudo bem?
    Faz tempo que não passo por aqui. Que delícia ler suas palavras! <3
    Amei a curadoria de links que você fez. A da biblioteca do Fernando Pessoa foi a que mais me interessou! Você manda bem até nisso. <3

    Beijão, bom final de semana! <3
    www.vitaminatrendy.com

    ResponderExcluir
  21. Sobre a casa da atriz Bruna, eu amei, achei incrivel a percepção que ela tem, mas vi alguns comentários super negativos de muita gente que só liga pra aparencia das coisas e não sentem o que realmente passam. Cada dia as pessoas se tornam mais vazias e superficiais

    jessicalorena.com

    ResponderExcluir
  22. Oiee, tudo bem??

    Que cuidado com a sua seleção!! Adorei o post <3 Vou ficar aqui acompanhando!! Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  23. Adorei as dicas, vo visitar todinhos.

    Se quiser participar e/ou divulgar, separei um presentinho ara uma leitora lá no blog: https://oblogdafenixx.blogspot.com.br/2017/08/sorteando-blog-esta-de-volta.html

    ResponderExcluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

Posts Recentes Mais Posts

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.