O PROJETO DE CONFERÊNCIAS/PALESTRAS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER: TED TALKS. DÊ SEU PLAY NOS VÍDEOS!

quarta-feira, maio 18, 2016


Após abordar vídeos para reflexão e inspiração com incríveis histórias empreendedoras e indicar a Endeavor (canal e site) que produz diversos desses vídeos, alcançamos agora mais uma dica de acréscimo para a área das motivações. Você já deve ter ouvido falar do TED (acrônimo de Technology, Entertainment, Design; em português: Tecnologia, Entretenimento, Design), mas se, assim como eu, não recorda ou acabou de descobrir a preciosidade (ou até se acompanhou, mas há tempos não checa mais sobre), não deixe de mergulhar na maravilha que é a série de conferências (também chamadas de TEDx) realizadas pelo projeto na Europa, Ásia e nas Américas pela fundação Sapling, dos Estados Unidos. A organização é sem fins lucrativos e cada emissão é destinada à disseminação de ideias – segundo as palavras da própria corporação: "Ideias que merecem ser disseminadas". São teses alargadas em fundamentos incríveis para elevar reflexões e produtividades humanas, gerando mais discussão, conhecimento e criatividade a circular. Suas apresentações costumam ter pouco mais de 20 minutos e os vídeos são amplamente divulgados na internet.

O grupo foi fundado em 1984, e a primeira conferência aconteceu em 1990. Originalmente influenciada pelo Vale do Silício, sua ênfase era tecnologia e design, mas com o aumento da popularidade os temas abordados passaram a ser mais amplos, abrangendo quase todos os aspectos de ciência e cultura/arte, agregando curiosidades para aprimoramentos da atividade mental (quesitos empreendedores) e contendo diversos fatores (como histórias) motivacionais. Entre os palestrantes das conferências estão Bill Clinton, Al Gore, Gordon Brown, Richard Dawkins, Bill Gates, os fundadores da Google, Billy Graham e diversos ganhadores do Prêmio Nobel.

O TED Talks, reunindo diversas das conferências, estava presente na Netflix até pouco tempo atrás (o que nos deixa a esperança de um possível retorno). Porém, apesar de não ser mais possível devorar na plataforma em TV de forma direta, vários dos vídeos podem ser encontrados com legenda disponível. Alguns, como os mais encurtados, inclusive, estão no site oficial do TED ou no canal. Em certos canais do Youtube à parte, podemos navegar em demais palestras dadas. Confira algumas abaixo (tantas das mais bacanas podem estar no meio ou final da lista, a variedade perante o que vai impactar você é imprevisível). Não esqueça de conferir se a legenda está ativada.

  • Como grandes líderes inspiram ação (Simon Sinek)

O meu favorito! Um círculo de perguntas que respondido de dentro para fora (incluindo aqui a noção metafórica) nos guia para uma fórmula humana sobre convencimento. Afinal, por que, dentre tantos, alguns se destacam em feitos que arrastam multidões sem exatamente obter dinheiro inicial ou divulgação monstruosa? Por que, dentre várias novidades de patamares equivalentes, optamos por seguir/adquirir algumas específicas? Simon Sinek nos traz o enfatizar de que perguntar "por quê?" (no sentido mais motivacional possível) para as coisas pode formar grandes líderes. Já que um grande líder, primeiramente, sabe reler a si, entender a própria ação, os próprios princípios e prosseguir com a sua causa se perder algo no meio do caminho. O que o guia é a sua crença, é o seu motivo, e só isso gera um impulso, de fato, tenaz, e que alcança outras mentes. A palestra nos leva à importância do marketing (como destrinchado no item 4 desta outra postagem), mas para além disso, engloba que a causa de algo está acima da qualidade. A motivação para a ideia e como emitimos esse fundamento (sabendo nos colocar no lugar do outro e encaixando as nossas convicções) está acima da utilidade para o cérebro, porque a utilidade real não é baseada em como ou o que é feito, mas nos impactos daquilo para um interior, para propósitos. Isso é o que ecoa na nossa eternidade e, no fundo o que todos caçamos é legado. É fazer parte de algo que nos deixe imortais, de algo que nos mostre que não é apenas por ser, mas por ser o início de algo. Sempre um início que poderá levar a algo mais. O lado mais humanizado é aquele que explica a ideia, não somente o que demonstra a prática. A crença só precisar tocar outras crenças para ser alargada. "Faça negócios com pessoas que acreditam no que você acredita, porque, de verdade, elas nunca compram 'o que você faz' e sim 'o por que você faz'". Ninguém continua onde os valores e, portanto, os limites que acredita como corretos estejam distantes. A criança não pula em uma cama elástica por pensar que ela é segura e/ou tem bons detalhes, pula porque sabe que o propósito é diversão. Porque, como já citei aqui: "Não é apenas uma mensagem de filme da Disney, uma frase de efeito ou uma ideologia barata dos incuráveis românticos. A maior verdade do mundo, é que só o amor dá prosseguimento às coisas. Pode ser uma ideia asmática para uns e abrangente para outros. Mas nos eixos de quaisquer temas, de quaisquer círculos, essa sempre é a resposta. Romance sem amor, não é romance, ou apenas não com paz, porque paixão a tira, e amor a devolve. E todos os opostos a ele são efêmeros e vagos. O que não é amor, é tesão de segundos, é o encanto de uns meses, é o que não vem em mente no desespero de ter um suporte e tampouco de suportar. Trabalho sem amor é escravidão. Aspiração sem amor é vontade momentânea, e então deixa de ser um sonho e passa a ser apenas uma fugacidade facilmente substituída. Só o amor nos humaniza de fato, só ele nos leva a ser realmente fortes. O dinheiro, a classe, o sexo, a beleza, nada segura uma pessoa em choque com grandes empecilhos como o amor consegue. Sem amor, é vazio. Sem amor, é nada. Sem amor, coitado. Sem amor, é tudo lixo não reciclável.". E o amor, no caso, é a causa. Quebre todos os clichês possíveis aprofundando as sentenças de um dos vídeos mais acessados do projeto TED.

  • Alimentando a criatividade (Elizabeth Gilbert)

Em um dos TED Talks mais assistidos de todos os tempos, Elizabeth Gilbert, a autora de "Comer, Rezar e Amar", reflete sobre a pressão que artistas e criativos sofrem em seus trabalhos. Segundo ela, essa necessidade de criar sempre o melhor de si e ser genial é uma das maiores causas de estresse e bloqueios entre esse tipo de profissional. Para aliviar a barra, ela sugere – de maneira bem humorada e até metafórica – que nós voltemos a adotar a noção de "gênios" ou "musas inspiradoras", comuns em diversos povos da antiguidade. Não se trata de religião, mas de buscar inspirações em suas pausas, enxergando esse "além" que temos em nós da maneira que desejar: energia, espiritualismo, outro lado de nós, etc. Se, de alguma forma, nos sentirmos protegidos contra o resultado de nossos esforços, tiramos a pessoalidade do trabalho criativo e nos tornamos mais livres para criar sem a pressão de ter que exceder expectativas a cada novo projeto. Mais do que isso, Elizabeth procura enfatizar a importância de trabalharmos duro, todos os dias, em nossas rotinas criativas, assim como fariam engenheiros ou cientistas. Precisamos parar de buscar pela inspiração súbita, por aquele lampejo de genialidade que vai nos alçar às estrelas e apenas sentar a bunda na cadeira para trabalhar, independente do resultado que você vai alcançar no fim dia. "Não desanime. Apenas faça o seu trabalho. Continue a comparecer para fazer sua parte, seja ela qual for. Se seu trabalho é dançar, dance. E se o gênio divino e maroto que foi designado para acompanhar o seu caso permitir que, através do seu esforço, aconteça um lampejo maravilhoso, então, 'Olé'! E se não, faça a sua dança,do mesmo jeito. E 'Olé' para você da mesma forma. Eu acredito nisso e acho que devemos ensinar isso uns aos outros. 'Olé!' para você, apesar de tudo, simplesmente por possuir esse puro amor humano e a teimosia de continuar aparecendo para fazer a sua parte. (...) Nós internalizamos e aceitamos completamente essa noção de que a criatividade e sofrimento estão de alguma forma intrinsecamente ligados, e que a arte no final vai sempre levar a angústia". A palestra de Elizabeth Gilbert lembra bastante também algumas das teses do livro Roube Como um Artista, já indicado aqui na postagem de 6 livros que ajudam a superar bloqueios criativos. Não concordo em 100% com todas as teses apresentadas pela Gilbert, que pode nos encaminhar, quiçá, para creditar menos as nossas próprias bagagens que lançam o que é arte (arte é ter o que dizer, e só temos o que dizer quando estamos dizendo uma verdade - ainda que tão nossa -, porque ninguém quer dizer uma mentira, ninguém fica ansioso para mentir. Ter o que dizer é querer dizer algo, ainda que para si, ainda que não compartilhamento de forma ampla, ainda que para reler seu interior, mas é sincero, é honesto, é nosso, é parte do que somos - entre o que fomos e seremos - em integridade). Sinto que faltou um pouco dessa abordagem, mas podemos utilizar as reflexões por ela emitidas à nossa maneira, sem nos perder dos enfoques que cremos e visamos.

  • Escolas do nosso sistema atual matam a criatividade (Ken Robinson)

A excelente palestra de Ken Robinson vai fazer você pensar seriamente sobre o nosso sistema de ensino, com críticas que podem ser inclusas para além dos colegiais, mas também para faculdades e afins (agregando detalhes que podemos ver como metáforas, ainda, para formulações de trabalhos a mais). Robinson discute algumas das armadilhas da educação, incluindo a forma como medimos a capacidade acadêmica e inteligência, e como pais podem incentivar a criatividade em seus filhos. Outro TED que pode servir como um ótimo adendo na temática é: Para que a mente humana floresça.

  • De onde vêm as boas ideias? (Steven Johnson)

As pessoas geralmente creditam suas idéias a momentos de inspiração individual. Mas Steven Johnson mostra como a história conta uma versão diferente. Sua fascinante excursão nos leva das "redes líquidas" dos cafés de Londres ao longo e vagaroso palpite de Charles Darwin para as atuais e velocíssimas conexões de comunicação, reforçando que o momento "Eureka" na verdade não reflete simplesmente um momento, mas um processo de construção que depende do seu repertório e da forma como você se conecta ao novo e ao imprevisível.

  • O poder de acreditar que se pode melhorar (Carol Dweck)

Carol Dweck pesquisa "a mentalidade do crescimento", a ideia de que podemos aumentar a capacidade de nossos cérebros para aprender e resolver problemas. Em sua palestra, ela descreve duas maneiras de pensar sobre um problema que é ligeiramente "difícil demais" para que você resolva (dentro das suas singularidades e talentos que engloba gerando mais facilidade para certas áreas). Será que você não é inteligente o suficiente para resolvê-lo ou somente não o resolveu ainda? Uma boa introdução para o campo influente.

  • O nascimento de uma palavra (Deb Roy)

O pesquisador do MIT Deb Roy queria entender como seu filho pequeno aprendia linguagem - então, ele espalhou câmeras pela casa para gravar todos os momentos (com exceções) da vida do seu filho e analisou 90.000 horas de vídeo para ver um "gaaaa" lentamente transformar-se em "água". Uma pesquisa fascinante e riquíssima em dados, com profundas implicações sobre a maneira como aprendemos.

  • Sua linguagem corporal molda quem você é (Amy Cuddy)

A linguagem corporal afeta a maneira como os outros nos vêem, mas também pode mudar a maneira como nos vemos. A psicóloga social Amy Cuddy nos mostra como "fazer poses de poder" (ficar numa postura confiante, mesmo quando não nos sentimos confiantes, para atingir poder maior "sobre nós") pode afetar os níveis de testosterona e cortisol no cérebro, e pode até ter um impacto nas nossas chances de sucesso. Apesar de algumas críticas poderem levar certas partes do discurso para meios machistas, a graça maior é tentar observar, nesses casos, como críticas ao machismo, porque é o que realmente acabam por ser: argumentos a mais para a luta.

  • Como espalhar ideias? (Seth Godin)

Em um mundo em que temos tantas opções e tão pouco tempo, nossa solução óbvia tem nos guiado a ignorar o ordinário. O guru do Marketing Seth Godin explica porque, quando se trata de capturar nossa atenção, ideias más ou bizarras são mais bem-sucedidas que as ideias comuns. Em uma espécie de Darwinismo de ideias, a importância da "arte do fazer o diferente" é abordada.

  • Ciência da motivação (Dan Pink)

Analista de carreira Dan Pink examina o quebra-cabeça da motivação, começando pelo fato que cientistas sociais sabem mas a maioria dos gerentes não: recompensas tradicionais não são tão eficientes quanto pensamos. Escute histórias iluminadoras - e talvez, um caminho a trilhar. Não é a anulação dos pagamentos necessários que fica em jogo (apesar de poder parecer em alguns momentos, mas sabemos que isso também tem sua angulação de importância para sobrevivência, etc), mas um plus dentre tudo isso, que nos faz, inclusive, estimular a outros e a nós a observar se realmente trabalhamos no que amamos ou se trabalhamos no que trabalhamos (lembrando que trabalhar como uma porta a ser construída para abrir alas para o que ama, não deixa de ser válido, contanto que haja planejamento e busca incessante de outras tantas portas paralelas possíveis para chegar lá). O vídeo lembrou muito um outro que já foi indicado aqui: A verdade sobre o que nos motiva.

  • O feliz segredo para trabalhar melhor (Shawn Achor)

Acreditamos que devemos trabalhar para sermos felizes, mas não poderia ser ao contrário? Na sua palestra de fala rápida e divertida do TEDxBloomington, o psicólogo Shawn Achor argumenta que, na verdade, a felicidade inspira a produtividade. O que pode até parecer uma tese batida e não tão incrível quanto as mais elaboradas e profundas dos TED Talks, mas nos leva a refletir de forma prática atos do cotidiano. Ainda segundo o pesquisador, somente 25% do sucesso profissional é previsto por QI, enquanto 75% está relacionado aos níveis de otimismo, suporte social e capacidade de ver o estresse como um desafio, em vez de uma ameaça. Podemos então encaixar aqui o que muito cito sobre noção de inteligência (e parafraseando Einstein): mais vale a imaginação (e para ela, precisamos estar dispostos, buscando nos instigar e ler mais do mundo para alimentá-la) do que o conhecimento.

  • O poder dos introvertidos (Susan Cain)

Em uma cultura onde ser sociável e extrovertido é valorizado como nunca, pode ser difícil ou até vergonhoso, ser introvertido. Mas, como Susan Cain argumenta na sua apaixonante palestra (apesar de relativamente "rasa" em minha impressão: poderia ter ido muito além, abordando alguns pontos que citarei), introvertidos trazem ao mundo habilidades e talentos extraordinários e devem ser encorajados e reconhecidos. Ademais, todos devemos lembrar que temos um lado introvertido que deve ser instigado. É como sempre ratifico: ter nossos momentos de conversas entre amigos, pessoas com as quais temos intimidade, familiares, colegas e afins, são quesitos fundamentais, porém, de mesma maneira, é imprescindível que tenhamos as nossas releituras internas e isso só pode ser elaborado conosco, no nosso silêncio barulhento, lendo o mundo, lendo e fazendo artes, descobrindo as nossas formas de terapia. Livros, filmes, músicas, séries, entre outros (atuar na frente do espelho, escrever, entre outros: ler arte e produzir arte), são maneiras que não devemos procrastinar para reflexão em pausas (lembrete do valor das pausas indico que cheque no vídeo, e na análise do tal, "Foco na Tarefa vs Foco no Resultado": aqui) que nos levam a digerir ideias que abrem portas para outras tantas, que nos fazem compreender melhor o que desejamos expurgar, quem somos, quais caminhos seguir, etc. A mesclagem dos dois tipos de conversas (mais interiores e mais exteriores) nos torna mais criativos, porque um alimenta o outro. E, por mais que pareça óbvio, a noção disso e busca incessante por esse equilíbrio é pouco captada em muitos cotidianos. Tirar um dia da semana para sair com amigos, sem família, outro com o seu par, sem amigos, e um ou mais dias para ver um filme sozinho são detalhes a serem firmados! Cada conversa terá mais do seu tesouro. De mesma maneira, os introvertidos devem, ao menos, tentar proximidade ainda maior com o externo, com o "puxar um papo", com alargar essa outra angulação que leva a experiências para alimentar os momentos "a sós". São dois lados de imensa valia, a questão maior é que devemos saber valorizar ambas e o que mais ocorre é essa discrepância de olhares, que é o que nasce como ponto bacana a ser revisto através da palestra.

  • A arte de pedir (Amanda Palmer) e O poder da vulnerabilidade (Brene Brown)


Dois vídeos que mesclam enlaces entre si e nos quais eu muito acrescentaria teses, mas que trazem bases fundamentais e não poderiam, portanto, deixar de serem indicados. No primeiro, Amandar Palmer utiliza a sua carreira musical e de artista de rua para abordar sobre o poder de pedir, não tendo medo de ser vulnerável. Não pedir por ter e querer mais, mas pedir por buscar conexão real com as pessoas e por mostrar a sua causa. Pedir não de forma totalmente gratuita, porém exibindo o que faz e por que merece. Ela nos faz refletir, implicitamente, o quanto pedir uma opinião, uma ajuda e afins pode ser uma maneira incrível de iniciar uma conexão com alguém e de fazer networks geniais. O que mais senti falta de ver no vídeo dela: o poder de ser solícito (apesar de aparecer no discurso em algumas entrelinhas). O poder não está só em pedir, mas em emitir a ajuda também, principalmente sem que peçam. Perguntar se o outro deseja um acréscimo, se quer um apoio a mais, etc. É isso o que nos eleva a maiores conhecimentos e a um ciclo de disposições alheias maiores. Já no segundo vídeo, Brene explora a sensação desconfortável de vulnerabilidade, e como as pessoas que se atrevem a serem vulneráveis são geralmente mais felizes e sentem-se mais amadas. Uma palestra das que achei mais repleta de clichês, entretanto, que serve como boa ratificação em soma para as ideias do primeiro. "(...) Ser visto profundamente, visto vulneravelmente, amar com todo nosso coração mesmo que não haja garantia, praticar gratidão e alegria nos momentos de terror, quando pensamos, 'Posso amar tanto assim? Posso acreditar nisso com tanta paixão? Posso ser tão ardente a esse respeito?” apenas ser capaz de parar, e, em vez de catastrofizar o que poderia acontecer, dizer: 'Sou apenas tão grata, porque sentir-se tão vulnerável significa que estou viva.' E a última coisa, que eu acho que é provavelmente a mais importante, é acreditarmos que somos suficientes.".

Como os TEDs são imensamente variados, existem temáticas surpreendentes a serem alcançadas. Focos em relacionamentos amorosos, vida sexual, quesitos mais tecnológicos e afins são alguns dos pontos para além (fáceis de encontrar em pesquisas pelo Youtube ou outros locais na web). 

Outros vídeos que seguem a linha dos indicados acima são: Por que fazemos o que fazemos? ("Acredito que existem 6 necessidades humanas. Certeza, incerteza, crítica/significância, relação/amor, evolução e contribuição para além de nós [mas não dos nossos princípios]"); Oportunidade da adversidadeEquilíbrio entre vida pessoal e profissionalPor que somos felizes?; Ouse discordar e Confiança criativa (além de outros, sempre em somas).

Lembrete: os vídeos acima não estão em ordens de favoritos. E existem ainda palestrantes brasileiros em projetos do TED, como você pode visualizar aqui (nos relacionados e mais).

E então, qual dos aglomerados acima foi o seu favorito? Já conhecia a organização? Tem algum TED reflexivo, motivacional ou curioso para indicar? Não deixe de alastrar as suas opiniões e dicas nos comentários!

LEIA TAMBÉM:

58 COMENTÁRIOS

  1. oi, oi.

    eu conheci o Ted durante um curso virtual q tava fazendo de inglês. o app Lingualeo é bom pra gente ir treinando várias palavras q estudamos no curso, mas esquecemos aos poucos o significado por não usá-las no dia a dia.

    daí, nesse app havia a opção de vermos vídeos em inglês e todos eles eram trechos motivacionais de algum palestrante no Ted. eu adorei.

    já vi no youtube várias palestras e meu sonho e participar da plateia do evento. quem sabe um dia...

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adri, que delícia que é ler cada pedacinho dessas suas palavras! Uma das maiores alegrias que me dá ao mergulhar nos seus comentários, é poder observar o quanto eles agregam acréscimos deleitosos. Não lembro desse aplicativo, mas vou correr para baixar! Apesar de constantemente assistir filmes, vídeos e séries com inglês (às vezes sem legenda), é sempre super bacana novas formas mais diretas de fixar e/ou relembrar certos aspectos. E, falando das palestras, adorei saber que já conhecia, que acompanhou trechos e vídeos tão repletos de portas abertas para inspirações e reflexões! Espero que possa ter encontrado algum novo em meio aos indicados na postagem e/ou através dos links citados a mais e/ou que possa ter feito releituras de outros tantos, viu? Que suas releituras interiores tenham ficado ainda mais aguçadas! Acho que você iria amar o projeto da Endeavor, principalmente do canal (caso já não tenha visto por aqui). Indiquei logo no início da postagem. Um super beijo!

      Excluir
  2. Tenho neeem o que falar... Eu sou apaixonada pelo TED. Deve se rum dos apps mais visitados no meu celular... Escuto muito enquanto dirijo, sabe? Maravilhoso!
    Ótima dica, Van!

    =*
    Mani Piñeiro
    @Blog_ManiPineiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia é saber que já conhecia essa maravilha, Ma! Espero imensamente que as indicações de vídeos e acréscimos reflexivos possam ter levado você a releituras intensas e/ou a novas descobertas que levem a tantas outras, viu? O mais bacana é a variedade de assuntos, não é? Hoje estou vendo mais os vídeos sobre relacionamentos amorosos e afins e as curiosidades adentradas, por exemplo. Não tinha ainda baixado o aplicativo, mas com certeza irei. Um super beijo!

      Excluir
  3. Sem palavras amei a postagem arrasou ele é de mais
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria gigantesca é saber que pôde mergulhar nesse universo tão eclético e rico de reflexões e críticas que é o TED, Ne. Espero que tenha aguçado as suas releituras mais internas, bem como criatividades a mais e afins, viu? Um super beijo!

      Excluir
  4. Vanessa, já assisti alguns no Netflix e fiquei super chateada de não ter mais lá! Vou assistir alguns que você indicou.

    beijo
    www.blogbelatriz.com
    YouTube Belatriz
    Facebook Belatriz
    Siga também o instagram do blog @blogbelatriz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Be, também estou aqui na torcida para que volte logo na Netflix! Mas podemos ir devorando em vídeos na web tranquilamente e isso já é super válido, não é? O que, inclusive, nos deixa com a chance de ser ainda mais surpreendido dentre os tantos temas super variados e incríveis que são abordados. O mais bacana é ir buscando mais palestras, mesmo em relação a temas que geralmente não seriam do nosso total interesse no momento, porque as abordagens podem ser sensacionais e nos levar além, não é? Espero que os indicados possam agregar em diversas releituras e descobertas a mais, bem como em mais inspirações e meios para que descubra tantas outras, viu? Um super beijo!

      Excluir
  5. Já tinha visto, amo demais *U*
    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que alegria imensa é saber que já conhecia um meio tão deleitoso para reflexões, inspirações e caminhos críticos a mais, Tha. Espero imensamente que os indicados e as citações de temáticas para além possam ter aberto portas para releituras e diversas e descobertas a mais, viu? Um super beijo!

      Excluir
  6. Sabe o que é engraçado? Eu sempre via o tal Ted Talks no netflix dando sopa e nunca assisti. Apesar de não saber o que era, também nunca fui atrás. Seu post ajudou a abrir a minha cabeça pra o que era e realmente me interessar. Pena que agora saiu da grade :(

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que alegria imensurável por saber que pôde mergulhar nesse meio incrível para reflexões e críticas a mais. Espero que possa ter desencadeado em releituras e inspirações diversas, viu? E também estou aqui na torcida para que volte logo na Netflix. Mas podemos ir devorando em vídeos na web tranquilamente e isso já é super válido, não é? O que, inclusive, nos deixa com a chance de ainda maiores surpresas dentre os tantos temas super variados e incríveis que são abordados. O mais bacana é ir buscando mais palestras pela rede, mesmo em relação a temas que geralmente não seriam do nosso total interesse no momento, porque as abordagens podem ser sensacionais e nos levar além, não é? Então tem seu lado super positivo o fato de vermos por aqui. Um super beijo!

      Excluir
  7. Nao conhecia e amei tanto! Conheci os videos dos empreededores da endeavor por sua causa tambem. Adoro essas suas dicas e analises e você é tipo incrivel, Brunt. Suas observações e reflexões são sempre geniais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, In, como é incrivelmente delicioso saber que mergulhou nesses meios de reflexões críticas deleitosas através deste nosso cantinho! Obrigada por esse carinho tão lindo de receber, sentir e retribuir! Obrigada por alargar os sentidos de cada compartilhamento de reflexão e análise ao transbordar. Obrigada. Espero que os indicados possam ter aberto ainda mais portas para as suas releituras internas e inspirações a mais, viu? Um super beijo!

      Excluir
  8. Oi,

    Tive a oportunidade de ver só alguns videos agora, mas que coisa mais linda o trabalho dele, não? Eu também amei muito seu blog!

    Abraços...

    blogmichaelvasconcelos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Fico super alegre por saber que pôde conhecer e mergulhar em meios tão reflexivos assim através deste nosso cantinho, Michael. Espero imensamente que tenham aberto mais alas para as suas releituras internas, inspirações e afins, viu? E que possa descobrir ainda mais palestras do TED adentradas em tantas outras temáticas deleitosas. Espero ver mais de você por aqui. Um super beijo!

      Excluir
  9. Genial! Vou passar a sempre procurar novos videos deles agora. Suas considerações são excepcionais. Estava sentindo falta de entrar aqui e ser bombardeado por essas reflexões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Theu! Obrigada imensamente por esse carinho tão incrível de receber, sentir e retribuir! Que alegria gigantesca é saber que pôde conhecer um meio tão deleitoso para demais reflexões críticas. Espero imensamente que possa ter navegado em releituras internas grandiosas e inspirações a mais, viu? Espero ver mais de você por aqui! Um super beijo!

      Excluir
  10. Gostei da palestrante sobre a linguagem corporal. Acredito muito nisso.
    Gosto desses vídeos porque são bons pra praticar inglês, mas no geral não são tanto o tipo de coisas que eu costumo assistir no dia a dia. Procuro coisas mais relaxantes, porque já encho muito minha cabeça de informações com trabalho e estudos.

    Como sempre seus posts são muito completos. Adoro isso!

    Chiquereza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nah! Que alegria imensa é saber que pôde conhecer um meio deleitoso para reflexões a mais. É sempre válido mergulhar em análises de teses que ganham nossas releituras internas, nossas metáforas mais observadoras e afins, independente do momento. Afinal, tudo é informação a ser digerida, tudo é algo a se pensar, e a utilidade vai tanto da parte de aprofundamento que daremos, como do que está sendo emitido para ser aprofundado e analisado, não é? Teses mais aprofundadas, como as tais, podem relaxar diversas mentes e clarificar caminhos, assim como tantos outros assuntos podem ser os que mais causem repouso para a sua visão no agora. Então, de qualquer maneira, existem diversas outras temáticas do TED, como citei no desfecho, por exemplo: temáticas sobre relacionamentos amorosos, vida sexual e curiosidades diversas estão inclusas. Fica então esse meio de mais opções para caso deseje navegar em diferentes tópicos, viu? E obrigada por esse carinho tão lindo de sentir e retribuir! Obrigada por alargar os sentidos do nosso cantinho com cada compartilhamento de sensação. Um super beijo!

      Excluir
  11. Nossa, sou viciada em TED e as suas indicações estão ótimas! Simplesmente adorei.

    http://blogsdemoda.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que alegria imensa é saber que já conhecia esse meio tão deleitoso de reflexões diversas, Ma. Espero que indicados possam ter ganhado releituras suas e/ou gerado descobertas frescas a mais com caminhos inovadores para inspirações e afins, viu? Um super beijo!

      Excluir
  12. Vanessa, acredita que eu não conhecia? E também nunca tinha visto no Netflix, ou se vi não me recordo! Achei muito legal, fora o aprendizado que é isso né? Adorei a sua indicação, com certeza vai me ajudar bastante :)

    www.blogamorarosa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também só fui conhecer há pouco tempo, Grazi! E é tão maravilhoso saber que mergulhou nesse meio tão repleto de reflexões e informações variadas através do nosso cantinho! Espero imensamente que os indicados, desde já, possam desencadear em releituras internas, críticas e inspirações a mais, viu? Assim como que abram portas para que descubra tantas outras das palestras com temáticas diferenciadas. Um super beijo!

      Excluir
  13. Vanessa, que demais! Eu não conhecia o TED, então foi uma grata surpresa! Achei super interessante e pertinente e fiquei triste em saber que não tem mais na Netflix, ia ser tão mais fácil de assistir, né? Adorei saber que eles não focam em um só assunto, pois assim você se encontra de diferentes maneiras, né?
    Obrigada pela dica, vou começar pelo vídeo da Elizabeth Gilbert, pelo que você escreveu parece que vai ser o que eu mais vou me identificar :)

    Um beijo! ♥
    www.daniquedisse.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Dani, que alegria gigantesca é saber que pôde mergulhar em um meio de reflexões tão refrescantes através deste nosso cantinho! E também estou aqui na torcida para que volte logo na Netflix. Mas podemos ir devorando em vídeos na web tranquilamente e isso já é super válido, não é? O que, inclusive, nos deixa com a chance de ainda maiores surpresas dentre os tantos temas super variados e incríveis que são abordados. O mais bacana é ir buscando mais palestras pela rede, mesmo em relação a temas que geralmente não seriam do nosso total interesse no momento, porque as abordagens podem ser sensacionais e nos levar além, não é? Então tem seu lado super positivo o fato de vermos por aqui: de mergulharmos em ainda mais opções e formatos. Espero imensamente que as indicadas possam já abrir alas para mais das suas releituras internas e inspirações diversas, viu? E que possa, inclusive, fazer descobertas que abram portas para muitas outras, incessantemente, incluindo para mais dos vídeos com as tantas temáticas diferenciadas que são emitidas. Um super beijo, Dani!

      Excluir
  14. Eu adoro as palestras do TED, são sempre muito explicativas e inspiradoras. E o melhor é que conseguem condensar em poucos minutos, ensinamentos para a vida :)
    Beijos,

    Amanda
    http://talesandtalks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manda, que alegria é saber que já mergulhava nesse meio tão deleitoso de reflexões críticas! Espero demais que os indicados possam ter aberto alas para releituras diversas e intensas, bem como para descobertas a mais que abram portas para tantas outras, viu? Um super beijo!

      Excluir
  15. Eu amo as palestras do TED, sempre ouço enquanto estou fazendo alguma coisa. A maior parte delas parece que conseguem te fazer entender muitas coisas que antes a gente não via com tanta clareza.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que delícia que é saber dessa sua sensação maravilhosa perante esse projeto tão incrível e reflexivo, Ca! Espero imensamente que os indicados possam ter servido como meios deleitosos de descobertas, ainda que como formas de releituras a mais, viu? Que possam ter aglomerado acréscimos de boas densidades no seu âmago com mais autoconhecimento e inspirações. Um super beijo!

      Excluir
  16. Eu adoro as palestras da TED, já assisti algumas e até já participei.
    Gosto mesmo muito de assistir, aprendo sempre, inspiro-me sempre.
    E como diria José Saramago:
    " É necessário sair da ilha para ver a ilha. Não nos vemos se não saímos de nós."
    E é sempre bom aprender e partilhar!

    Beijinhos!
    http://www.ofabulosodestinodemariaamelia.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilhoso é ler isso, Ma! Oba! É uma alegria imensa saber que já participou de algumas e que mergulha assim em um meio tão deleitoso para reflexões diversas. Espero imensamente que os indicados possam agregar em releituras intensas e proveitosas que gerem descobertas em ciclos incessantes e renovadores, viu? Não podemos opinar sem buscar os dois lados de uma moeda, não é? O TED nos encaminha a esses impulsionamentos de 'fora das ilhas', com certeza, ainda que batendo em alguns clichês que devamos aprofundar em demais ratificações diferenciadas. Um super beijo!

      Excluir
  17. Respostas
    1. Oba! Que alegria imensa, Jé! Espero que cada indicado possa impulsionar reflexões aprofundadas e inovações em atos diversos, viu? Que inspirações e novas descobertas possam ser aguçadas e impulsionadas. Um super beijo!

      Excluir
  18. O que mais me chamou atenção, foi o da educação com o Ken Robinson. Concordo muito com ele, as crianças devem desde pequenas a serem estimuladas a pensarem por si próprias, a questionarem... É tudo muito automático, acreditamos em algo que nos é dito e ponto ! Isso mata a criatividade dos indivíduos, o raciocínio lógico. Vou assistir mais vídeos indicados por você, beijos
    www.charme-se.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que delícia é saber que mergulhou nas reflexões e pôde agregar seus aprofundamentos, Si. Existem diversos quesitos que incluiria para além do que ele citou, mas os detalhes emitidos são, de fato, fundamentais e nos levam para essas reflexões ainda mais cavadas. Espero imensamente que as demais palestras possam impulsionar as suas críticas diversas ainda mais e inspirações variadas, viu? Assim como espero que descobertas incessantes possam ocorrer como, ainda, a de vários dos outros vídeos, já que as temáticas são bem abrangentes e diferenciadas, como citei no final. Um super beijo!

      Excluir
  19. Ok, primeiro. guardando esse post nos favoritos. <3
    segundo, eu não conhecia o TED até essa semana, por causa do meu trabalho: resumindo, estamos buscando e pesquisando sobre lugares ou pessoas que motivam, inspiram e pensam em coisas boas para o mundo. A Endeavor e o TED foram um dos pesquisados, e eu fiquei bem interessada ahahhaha esse primeiro vídeo que é o do golden circle, a gente aplica nos clientes aqui onde trabalho e acho que é super bom esse negócio ahaha os outros eu nao conhecia não.
    Mas já está nos favoritos para poder ver os vídeos com mais calma. mas adorei!!!! ótimas dicas!

    beijos :*
    japona.mairanamba.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Ma, que alegria gigantesca foi saber que conheceu a pouco tempo essa maravilha também e que está mergulhando assim, com tanto fulgor, nesse meio incrível de reflexões tão variadas que acabam por reforçar, acrescentar e instigar uma a outra. Adorei demais saber desse seu trabalho! Que base mais linda que ele tem! Espero demais que possa agregar em reflexões ainda mais alastradas por aí, viu? A Endeavor é um xodó puro e adorei saber que pôde conhecer mais de um dos tópicos também já indicados por aqui! O primeiro é o meu favoritão dentre todos, mas vários são tão incríveis e valem aprofundamentos. Espero imensamente que cada um possa fazer seu papel de inspiração, reflexão e afins, viu? E que abram portas para ciclos renovadores de descobertas incessantes. Um super beijo!

      Excluir
  20. O Rodrigo que sempre aparece com umas palestras pra eu assistir e eu adoro principalmente a mudança de perspectiva que vários discursos nos proporcionam. Principalmente quando ele vem carregado com a história da pessoa sabe? Sou doida para assistir ao vivo um dia <3 quem sabe né? beeeijo, Ja fomos legais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Lo, que alegria imensa é saber que mergulha assim nesse universo incrível que o projeto nos proporciona. O mais bacana é ir agregando uma palestra a outra, mesmo que as temáticas sejam super divergentes, porque é uma delícia reparar, justamente, as formas com as teses/perspectivas podem gerar acréscimos deleitosos umas para as outras, tanto quanto certos "conflitos" que nos levem a aprofundamentos ainda maiores, não é? Adoro demais as palestras mais motivacionais, com histórias de vida sendo alargadas também! Ai, são tantas temáticas e formas diferenciadas, não é? Ver ao vivo deve ser super borbulhante nos melhores sentidos. Essa variedade é um dos pontos mais legais da organização. Espero demais que os indicados possam abrir alas para diversas das suas inspirações e até releituras que levem a descobertas a mais, viu? Um super beijo!

      Excluir
  21. Que legal! Não conhecia o trabalho dele, mas adorei os temas das palestras ❤

    Espero a sua visita no meu cantinho:
    www.meninasurtei.com}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São temáticas super variadas que nem chegam perto de uma porcentagem mediana das tantas a mais que são abordadas, Ka! Como citei na finalização, existem tópicos diversos sendo trazidos por diversas das palestras, agregando desde relacionamentos amorosos até autobiografias contadas (super inspiradoras). Espero imensamente que possa conferir diversos e que os indicados desencadeiem em reflexões e inspirações a mais, viu? Um super beijo!

      Excluir
  22. Oi, Vanessa! :) Que interessante as indicações, vou dar uma conferida. Obrigada por mostrar tudo por aqui *-*


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thay! Que alegria imensurável é saber que pôde descobrir um meio reflexivo tão refrescante através do nosso cantinho! Espero imensamente que cada indicado possa abrir portas para ciclos renovadores de descobertas incessantes e que possam incitar forças de autoconhecimento a mais, clarificações de caminhos e inspirações e afins, viu? Obrigada a você, por alargar os sentidos deste nosso cantinho compartilhando as sensações! Um super beijo!

      Excluir
  23. nossa, quantas, e super interessantes! vou salvar seu post pra ir assistindo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que alegria imensa é saber que pôde mergulhar nesse deleitoso caminho de reflexões instigadas através deste nosso cantinho, Lí! Espero que cada indicado possa abrir alas para inspirações diversas e releituras de âmagos, viu? E que possa descobrir ainda mais partes desse projeto inspirador adentrado em tantas temáticas diferenciadas. Um super beijo!

      Excluir
  24. Eu já tinha ouvido falar sobre TED mas nunca fui atrás para ver o conteúdo e do que realmente se tratava.
    Vi um pedacinho de cada vídeo e adorei! Adoro escutar palestras enquanto trabalho ou faço outras coisas e com certeza vou ouvir muitas dessas.
    Adorei a dica!
    Beijo

    Blog Lua Soares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que alegria gigantesca é saber que pôde conhecer através deste nosso cantinho um meio tão deleitoso para reflexões intensas a mais, Lu. Espero imensamente que as palestras possam abrir alas para demais inspirações e clarificações diversas, viu? O mais bacana é a variedade de temas, então caso pense em algo que queira pesquisar mais sobre, basta 'jogar na pesquisa do TED', porque pode ser surpreendida com algo bacana. Um super beijo!

      Excluir
  25. Gosto muito das conferências TED.
    Inspiro-me e aprendo, muitas vezes já encontrei respostas a perguntas que nem sabia que tinha na minha cabeça.

    Abraço
    duartmaison.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é tão maravilhoso, Du! As mais profundas reflexões são desse tipo: que vão nos levando a tantas outras e clarificando o que nem imaginávamos. Adorei saber que já conhecia esse meio incrível de reflexões e aguçamentos e espero que cada indicado possa ter servido como incrível releitura e/ou descoberta, abrindo alas para demais inovações, viu? Um super beijo!

      Excluir
  26. Oi Vanessa, que post maravilhoso!!! Eu sou super fã do TED TALKS, eles são muito inspiradores e parece que nos impulsionam sempre para algo positivo, né? Já conhecia a maioria dos vídeos de você citou (mas vou assistir os dois que ainda não conhecia agora!). Beijo :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que delícia é saber que já mergulhava em tantas aglomerações reflexivas desse meio deleitoso que é o TED. Espero que os indicados possam ter servido como releituras intensas, que levem a novas descobertas, e que os novos possam ter aberto ainda mais alas com mesclagens de somas de tantas outras abordagens, viu? E, com certeza, as ideias expelidas nos encaminham para mais soluções, releituras internas, para mais bem-estar, interno e social! Uma beleza pura! Um super beijo, Mi!

      Excluir
  27. QUE DELICIA DE POST
    muito obrigada por compartilhar isso, to assistindo todos os videos loucamente!

    BLOG
    CANAL
    INSTAGRAM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Que alegria imensurável que alastra em mim por ler isso, Deb! Fico maravilhada por saber que pôde conhecer através deste nosso cantinho um meio tão deleitoso para reflexões intensas a mais. Obrigada a você por amplificar os sentidos deste nosso espaço com as suas sensações. Espero imensamente que as palestras possam abrir alas para demais inspirações e clarificações diversas, viu? O mais bacana é a variedade de temas, então caso pense em algo que queira pesquisar mais sobre, basta 'jogar na pesquisa do TED', porque pode ser surpreendida com algo bacana. Um super beijo!

      Excluir
  28. Adorei o post. Já gosto de vídeos motivacionais.

    www.bloggeucerqueira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Fico imensamente alegre por saber que pôde conhecer um meio tão deleitoso para reflexões a mais através deste nosso cantinho, Gé. Espero imensamente que os vídeos possam, além de motivar, impulsionar a demais releituras internas, clarificações e inspirações aguçadas, viu? O mais bacana é que a variedade de temas, sempre incluindo o enfoque da reflexão e meios críticos como base, nos levam para meios diversos, bem além do que podemos limitar nos primeiros impactos. Espero que possa entrar nessa linha de descobertas incessantes a partir dessa organização super bacana, viu? Um super beijo!

      Excluir
  29. Van, eu adoro o TED Talks, já vi vários e sempre que vou arrumar a casa ou algo assim, coloco uma palestra do TED ou um audiobook (sinto que a vida é curta demais pra fazer 1 coisa de cada vez, quando dá pra fazer mais). Vou deixar essa página nos favoritos, pra assistir cada um desses nesses momentos.

    Beijos,
    http://brunismos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Bru, que delícia é saber que já conhecia um projeto tão incrível e repleto de variedades deleitosas que aguçam as nossas reflexões singulares e inspirações diversas. Espero imensamente que cada uma das palestras a mais indicadas possam gerar ainda mais releituras internas para você e clarificações, viu? E que as que já conhecem (caso reveja) sejam releituras enriquecidas, já que reler é sempre descobrir e inovar. É maravilhoso sentir esse seu transbordar a cada nova partilha deste nosso cantinho! Um super beijo!

      Excluir

Obrigada por chegar até aqui para deixar a sua opinião. É fundamental para mim. O que dá sentido com ratificação para cada reflexão entre análises, dicas, informações e sentimentos aqui escritos são essas nossas trocas evolutivas de sensações e pitacos.

Não esqueça de clicar em "notifique-me" abaixo do seu comentário para receber por e-mail a resposta dada.

TRANSBORDOU NESTES?

Direitos Autorais

Todos os escritos aqui postados são de autoria da escritora, poetisa, compositora e blogueira Vanessa Brunt. As crônicas, frases, poesias, análises e os demais diversos escritos, totais ou em fragmentos, podem ser compartilhados em quaisquer locais e sites (quando não para fins lucrativos: criação de produtos para vendas, entre outros), contanto que haja o devido direcionamento dos direitos autorais. Ademais, as imagens utilizadas no blog para as postagens não são, em sua maioria, feitas pela autora. Portanto, para qualquer problema envolvendo os créditos das fotos, basta entrar em contato e o caso será resolvido prontamente.